CENSURA, DITADURA, POLITICAMENTE CORRETO

Seguidores

sábado, 5 de outubro de 2013

CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO DA CORÉIA DO NORTE - Fuga do Campo 14 - A odisséia de Shin Dong-Hyuk



http://youtu.be/mfEyUASGH7w (Clique em ativar legendas)

 Ouça a história surpreendente de fuga de Shin Dong-Hyuk do notório Campo de concentração número 14, ainda quase desconhecida na Coreia do Norte, onde Shin nasceu e viveu 23 anos antes de uma fuga de tirar o fôlego.

O Jornalista Blaine Harden trabalha atualmente para PBS Frontline e é um contribuinte para a Economist. Ele tem uma longa e distinta carreira como correspondente estrangeiro para o Washington Post na Ásia, Europa Oriental e África, e como correspondente nacional para o New York Times. Ele recebeu inúmeros prêmios de jornalismo e seu mais recente livro, "Escape from Camp 14", é um best-seller internacional.

Transcrição, tradução e sincronização de Johnny Jonathan

Original: http://www.youtube.com/watch?v=8SAWKD...

Portal Libertarianismo: "Evoluindo Ideias e Indivíduos."
www.libertarianismo.org
TRANSCRIÇÃO:
0:09
Sou jornalista há 32 anos,
0:12
e vou contar a vocês a história mais triste que já ouvi.
0:18
Dentro do Campo 14, o interno Shi Don-hyuk de 13 anos
0:27
traiu sua família.
0:32
Era tarde da noite, ele deveria estar dormindo
0:36
mas escutou sua mãe e seu irmão
0:38
conversando sobre um plano de fuga do campo.
0:42
As regras do Campo 14 são claras.
0:46
Se você tenta escapar, você é morto.
0:50
Se você ouve alguém falando sobre escapar,
0:53
e você não relata, você é morto.
0:58
Shin saiu da cama, disse a sua mãe que ia ao banheiro,
1:02
foi para fora e encontrou um guarda.
1:06
Enquanto ele delatava, pedia mais comida
1:11
e trabalho menos árduo.
1:14
Uns sete meses depois -
1:19
uns sete meses depois,
1:21
ele foi levado ao local de execução dentro do campo.
1:24
Um lugar que ele visitava duas vezes por ano
1:27
desde os cinco anos de idade.
1:29
Lá todos do campo eram reunidos.
1:32
Naquela época havia 20.000 pessoas no Campo 14.
1:36
Ele foi levado à primeira fila e testemunhou
1:39
o fuzilamento de seu irmão e o enforcamento de sua mãe.
1:45
Antes de morrer, sua mãe tentou estabelecer um contato visual com ele.
1:49
Ele recusou-se a olhar para ela.
1:52
Por dez anos, ele não sentiu culpa
1:56
do seu papel na morte de seu irmão e de sua mãe.
2:04
Nas histórias de sobreviventes de campos de concentração,
2:07
há este clássico enredo narrativo.
2:10
O protagonista é levado por forças de segurança
2:15
de seu lar aconchegante e de sua família amorosa.
2:18
Uma das mais famosas histórias, tenho certeza que já leram
2:22
é de Elie Wiesel, chamada "A Noite".
2:25
Neste livro, ele descreve que, depois de toda sua família morrer
2:30
nos campos de extermínio nazistas, ele estava só.
2:33
Terrivelmente só. Em um mundo sem homem,
2:37
sem Deus, sem amor, sem piedade.
2:42
A história de Shin é ainda pior.
2:46
Palavras como amor, piedade, família
2:50
para ele não significavam nada.
2:53
Deus não desapareceu ou morreu. Shin nunca ouviu falar dele.
3:00
Em "A Noite", Wiesel escreve
3:03
que o conhecimento de um adolescente sobre maldade deveria vir de livros.
3:11
No Campo 14,
3:13
Shin viu apenas um livro, a gramática coreana
3:17
nas mãos de seu professor. Um homem de uniforme
3:21
com uma arma na cintura e que bateu num dos colegas de Shin
3:25
até a morte com uma vara de quadro negro.
3:30
Shin não abandonou
3:33
a civilização e desceu ao inferno.
3:37
De maneira excepcional entre todos os sobreviventes de campo de concentração
3:40
sabemos, ele nasceu lá. Ele aceitava as regras.
3:44
Ele considerava o campo sua casa.
3:51
De modo bem claro, Shin era uma criação
3:55
dos guardas do Campo 14. Eles eram literalmente, criadores dele.
4:01
Eles escolheram seus pais, que eram jovens no campo
4:05
e ordenaram que fizessem sexo.
4:07
Ele foi criado principalmente pelos guardas. Tinha um mau relacionalmento com sua mãe.
4:13
Ele foi criado pelos guardas,
4:16
para delatar seus pais e amigos.
4:20
Era um longo experimento comportamental
4:24
executado pelo aparato de segurança da Coreia do Norte.
4:28
E que continua até hoje. As regras são bem simples.
4:32
Quanto mais você delata, mais você come.
4:36
Deixem-me perguntar, quantos de vocês sabiam
4:39
que havia campos de concentração na Coreia do Norte antes de eu começar a falar?
4:44
Isso é bom.
4:46
Bem, existem seis deles. Entre quatro e seis.
4:50
Estão lá de 135.000 a 200.000 pessoas.
4:55
Metade são parentes
4:57
de inimigos políticos, assim vistos, pelo estado.
5:01
Parentes.
5:03
O modo de justiça da Coreia do Norte trabalha com a punição coletiva.
5:07
Se eu disser que meus líderes são estúpidos e corruptos
5:11
meus filhos e meus pais iriam comigo ao campo
5:15
como o Campo 14, e comeriam uma dieta de milho, repolho e sal, trabalhariamos até a morte.
5:22
Esses campos existem há meio século.
5:26
São visiveis no Google Earth, podem vê-los em seus smartphones.
5:30
A Coreia do Norte nega,
5:33
oficialmente nega suas existências.
5:37
A Coreia do Norte não inventou estes campos.
5:40
Eles foram inventados desta forma por Stalin.
5:44
Mas, quando Stalin morreu na ex-União Soviética,
5:49
os campos morreram também.
5:52
Entretanto, na Coreia do Norte, os campos sobreviveram à morte do primeiro ditador,
5:59
sobreviveram à morte de seu filho,
6:04
e prosperam na atual terceira geração
6:07
do lider totalitário, Kim Jong Un.
6:12
Que está com 28,29 anos de idade. Por coincidência, ele tem
6:16
a mesma idade de Shin.
6:20
Vocês podem ver no slide que estes campos perduram
6:24
o dobro de tempo que os campos da União Soviética,
6:28
e doze vezes mais que os campos da Alemanha de Hitler.
6:32
Parece que a Coreia do Norte não perdeu seu apetite
6:38
de ser cruel com o seu próprio povo.
6:41
Eles são tão cruéis agora quanto há 50 anos atrás.
6:46
Os campos são operados quase da mesma forma.
6:50
A história de Shin é um estudo de caso desta crueldade.
6:55
Ele é o único,
6:57
o único até agora, nascido e criado nesses campos
7:01
a ter saído de lá e contado a história.
7:05
Mas a história dele é mais do que um conto de um sadismo patrocinado pelo estado.
7:12
É uma aventura fugitiva e uma história sobre resiliência
7:16
do espírito humano.
7:19
Os guardas do Campo 14 levaram 23 anos tentando tornar Shin
7:25
em um escravo obtuso e fácil. Eles falharam.
7:30
Eles falharam porque ele teve muita sorte quando tinha 23 anos de idade.
7:34
Um recém-chegado veio para o campo, e ele havia sido criado em Pyongyang.
7:41
Um membro da elite. Foi educado na ex-União Soviética.
7:45
O trabalho de Shin era ensinar Park, este era seu nome,
7:49
como reparar máquinas de costura na fábrica de uniformes.
7:52
Shin deveria delatar o que Park pensava
7:58
sobre a liderança e então reportar ao seu superior.
8:02
Pela primeira vez na vida, em vez de delatar,
8:06
Shin escutou o que Park tinha a dizer.
8:09
Park contou a ele - contou novidades a ele,
8:13
que o mundo era redondo, o que era uma novidade para Shin.
8:17
Ele contou que Estados Unidos,
8:20
Coreia do Sul e China existiam.
8:24
Mas, ele também disse algo que despertou o interesse de Shin.
8:27
Ele disse "Se você sair daqui, desse campo,
8:30
e for a China, você pode comer carne grelhada".
8:34
Foi isto que despertou o interesse de Shin (Risos)
8:37
Ele começou a sonhar com carne grelhada.
8:41
Algumas semanas depois
8:43
Shin perguntou a Park sobre fugirem juntos.
8:49
Park concordou.
8:51
Em 2 de janeiro de 2005,
8:55
eles foram em direção à cerca. A cerca elétrica.
8:59
A cerca elétrica que cercava o campo.
9:02
Shin deveria cuidar desta tentativa de fuga dentro do campo.
9:05
Ele deveria chegar à cerca primeiro. Park, tendo mais conhecimento
9:10
do mundo exterior, guiaria ambos para China.
9:14
Infelizmente, enquanto corriam para a cerca, em uma fria noite na montanhas com neve,
9:20
Shin escorregou e caiu de cara na neve
9:22
e Park chegou na cerca primeiro.
9:25
Ele foi eletrocutado na cerca. Apesar disso,Shin não hesitou.
9:30
Ele engatinhou sobre o corpo queimado e fugiu.
9:37
O guia para o mundo exterior daquela tentativa de fuga
9:40
infelizmente morreu na cerca.
9:42
Mas Shin, em uma combinação de sorte,
9:45
mantendo sua boca calada e perspicácia, conseguiu sair da Coreia do Norte em 30 dias.
9:54
Por um ano e meio andou pela China
9:57
e achou seu caminho para Coreia do Sul.
10:00
Dois anos depois ele estava vivendo no Sul da California.
10:05
Comendo no In-N-Out Burger, considerado o melhor hamburguer dos Estados Unidos.
10:10
(Risos)
10:13
E ele trabalhou para LINK, "Liberdade na Coreia do Norte"
10:17
como voluntário de direitos humanos.
10:20
Mas, ele não é uma pessoa feliz fora do campo.
10:24
Ele está lutando para entender o que significa ser livre.
10:28
Ele diz que está fisicamente fora, mas psicologicamente dentro do arame farpado.
10:34
Uma das coisas que me disse é
10:36
que está evoluindo da condição de animal para ser humano.
10:40
Mas está sendo bem, bem lento.
10:44
Muito lento. Ele ainda sonha
10:47
com a morte de sua mãe.
10:52
O terrível de tudo é que a história de Shin não é um conto de horror isolado.
11:00
Os outros dois grandes problemas de ajustamento que vão acontecer.
11:05
Hoje há 24.000 norte coreanos vivendo na Coreia do Sul.
11:09
A maioria deles vieram nos últimos 12 anos.
11:12
A maioria deles foram examinados por psiquiatras e psicólogos do governo
11:17
da Coreia do Sul que disseram que, praticamente todos são clinicamente paranóicos,
11:21
um ajuste de conduta útil para a vida na Coreia do Norte, um lugar cheio de agentes de segurança
11:26
mas eles têm muitas dificuldades em se adaptar a vida moderna.
11:30
Têm muitas dificuldades em distinguir criticismo de traição.
11:35
E há 24 milhões de norte coreanos que, se o Estado entrar em colapso,
11:42
terão que enfrentar esses problemas de ajustamento.
11:45
Ninguém pensa que a Coreia do Norte está a ponto de entrar em colapso,
11:49
mas governos totalítários não duram para sempre.
11:52
E, um dia, todas essas pessoas enfrentarão
11:56
o que Shin enfrenta.
11:59
Bem, a razão de Shin em me contar esta história horrível
12:04
foi porque ele quer que vocês saibam
12:08
que esses campos ainda estão em operação.
12:12
Eles ainda criam crianças. Eles ainda as ensinam a trair seus pais.
12:20
Ele não acredita que saber disso irá derrubar a Coreia do Norte.
12:25
Mas, ele se humilhou ao me contar sua história
12:29
e está viajando o mundo contando-a,
12:31
porque ele acredita que conhecimento é melhor que ignorância.
12:36
Muito obrigado.
12:40
(Aplausos)


Book trailer do livro "Fuga do Campo 14", de Blaine Harden. Lançamento em abril de 2012 pela Intrínseca.
DESENHOS DO GULAG
http://darussia.blogspot.com.br/2012/07/gulag-por-danzig-baldaev.html
 http://trinixy.ru/64803-risunki-iz-gulaga-danziga-balaeva-polnaya-versiya.html  

PESADELO CHINÊS
http://pesadelochines.blogspot.com.br/

*
Fuga no campo 14 (Coréia do Norte) - Blaine Harden 
http://youtu.be/IYiEPUgpYZM  

*
Coreia do Norte: Onde está o poderoso tio de Kim Jong-un?
 http://www.youtube.com/watch?v=wNDTodWRCVw

*

A HORA DA GUILHOTINA

No totalitarismo não basta fuzilar; é preciso difamar, humilhar e mostrar...
O que sente um poderoso no momento em que despenca do topo da pirâmide e sabe que tudo está perdido? A cena extraordinária em que o segundo homem mais importante do regime da Coreia do Norte, Jang Song-thaek, é retirado por dois militares de seu lugar bem na primeira fileira do comitê central do Partido Comunista e levado para a antessala do pelotão de fuzilamento pode ser lida menos pela reação do expurgado, tio por afinidade do ditador hereditário Kim Jong-un, e mais pelo rosto congelado daqueles à sua volta. Todos  querem olhar, mas não podem demonstrar interesse excessivo. As cabeças giram quase que em ângulos semelhantes – só o medalhado à frente faz a rotação completa. O ex-poderoso vivia “mergulhado em irregularidades e corrupção, tinha relações impróprias com várias mulheres, comia e bebia em salões privados e restaurantes de luxo”. Depois do fuzilamento, foi apresentado como triplamente traidor e “escória humana desprezível, pior do que um cachorro”.
Em outro clássico do totalitarismo, na obrigatória confissão Jang diz que “ia dar um golpe usando oficiais do Exército ligados a mim” e esperava mais adesões. Como em outros capítulos infames da história mundial dos expurgos, o recado, portanto, é dirigido ao público interno. Tal como um Nero mandando o mentor Sêneca ao suicídio, o jovem Kim se sente suficientemente poderoso para reinar por conta própria? Ou está tão fraco que precisa usar de uma brutalidade inédita até para os padrões norte-coreanos? Em qualquer hipótese, inimigos, amigos e suspeitos em geral sabem que não terão direito nem ao “obrigado, senhor” que Robespierre, o grande guilhotinador da Revolução Francesa, disse a um homem que lhe deu um lenço para enxugar o sangue do rosto antes de perder ele próprio a cabeça.
Vilma Gryzinski – Panorama 

Fonte:  Veja – Edição 2352.

COMUNISMO, SUA NATUREZA DESUMANA, DO PRINCÍPIO AO FIM, E A NOVA ORDEM MUNDIAL

http://youtu.be/yiHGrwxwDCY



Nenhum comentário:

Postar um comentário