DOMINGO REZE UM MINUTO

Seguidores

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Ponderações do Pe. Paulo Ricardo sobre Olavo de Carvalho

COMUNISMO CONTROLA TUDO, MENOS A ECONOMIA - CENSURA - PAPEL DA RÚSSIA - OLAVO DE CARVALHO

PROFECIA - OS ERROS DA RÚSSIA SE ESPALHARÃO PELO MUNDO - OLAVO DE CARVALHO

A ESQUERDA E O CRIME ORGANIZADO - VITOR VIEIRA, OLAVO DE CARVALHO, E OUTROS

O GOVERNO ORGANIZOU A CORRUPÇÃO - MODESTO CARVALHOSA

MENTIR, CALUNIAR, EXECUTAR: É O QUE FAZ A DITADURA CUBANA - CARLOS MOORE

A PEC da Constituinte e Qual a Função de uma Constituição

ARMADILHA DA CONSTITUINTE - Analisando a PEC 298

CONGRESSO DO PT - Reunião de Pauta: "PT preventivo e PT coercitivo"

Prisão de Boulos

TEMER E FHC JUNTOS PELA MACONHA? ERA SÓ O QUE FALTAVA!!!

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

A ESTREIA DA TV ANTAGONISTA!

MENTIRAM sobre o DESARMAMENTO!! - Benê e Nando

Armas do PCC para Amapá: culpa do Lewandowski

"LAVA FUNDOS", 1 TRILHÃO NA MÃO DA ORCRIM - maior que a lava jato - cláudio dantas

Hangout com os autores do Livro Desconstruindo Paulo Freire - Link correto

ALGUNS DADOS ELEMENTARES SOBRE O MOVIMENTO COMUNISTA - OLAVO DE CARVALHO

OBJETIVO: PODER ABSOLUTO
MODUS OPERANDI: ENGANAÇÃO



IGNORANDO O ESSENCIAL

Olavo de Carvalho

3 de abril de 2009

Há alguns dados históricos elementares sobre o movimento comunista, ignorados pela maioria e mal conhecidos ou bem esquecidos pelas minorias letradas e dirigentes, sem os quais é impossível, literalmente impossível entender o que quer que seja da história recente. Se você procurar se informar a respeito e começar a levar esses dados em conta, verá quanta coisa obscura se esclarece automaticamente, sem necessidade de grande esforço interpretativo.

1. O comunismo foi e é, ao longo da história humana, o único – repito: o único – movimento político organizado em escala mundial, com ramificações e agentes nos lugares mais remotos do planeta, disciplinados e capacitados para entrar em ação de maneira imediata, coordenada e simultânea ao primeiro chamado de seus centros de comando.


2. Embora tendo a seu serviço uma quantidade enorme de organizações e partidos de massa, o comunismo é substancialmente um movimento clandestino, cujo comando e cujos planos de ação devem permanecer invisíveis aos profanos, mesmo nas épocas de legalidade em que várias organizações comunistas atuam publicamente sem sofrer a menor perseguição. O primado da elite clandestina sobre a liderança visível é, pelo menos desde Lênin, uma cláusula pétrea da estratégia comunista. É impossível compreender essa estratégia e as táticas que a implementam levando em conta somente a atuação ostensiva dos líderes comunistas mais visíveis em cada país, sem acesso às discussões internas e às conexões internacionais de cada organização.

3. O comunismo foi e é, em todo o mundo e em todas as épocas, o único movimento político que teve e tem a seu dispor recursos financeiros ilimitados, superiores às maiores fortunas conhecidas no Ocidente e aos orçamentos de muitos governos somados. Suas possibilidades de ação devem ser medidas na escala dos seus recursos.

4. Só uma parcela ínfima da atividade comunista consiste em propaganda doutrinária reconhecível direta ou indiretamente. A parte maior e mais significativa consiste em infiltrar-se e mesclar-se em toda sorte de organizações – partidos políticos (inclusive liberais e conservadores), mídia, sindicatos, empresas estatais e privadas, instituições culturais, educacionais, religiosas e de caridade, Forças Armadas, Maçonaria, a lista não tem fim – de modo a torná-las instrumentos da estratégia comunista e a controlar por meio delas toda a sociedade, fazendo do Partido “um poder onipresente e invisível” (a expressão é de Antonio Gramsci, mas a técnica existia desde muito antes dele). É pueril imaginar que, uma vez inseridos nessas entidades, os comunistas aí se dediquem a doutrinação ou proselitismo, como se fossem pastores protestantes espalhando o Evangelho entre infiéis. A arregimentação de todas as forças para que sirvam à estratégia comunista é um mecanismo tremendamente sutil e complexo, que envolve doses maciças de camuflagem e despistamento, com muitos lances paradoxais pelo caminho.

5. É tolice imaginar o comunismo como uma “doutrina” ou “ideal”, sobretudo quando se entende por isso a pregação aberta da abolição da propriedade privada. O movimento comunista nunca teve nem precisou ter qualquer unidade doutrinária, e já provou mil vezes sua capacidade de adaptar-se taticamente às fórmulas ideológicas mais díspares, de maneira sucessiva ou simultânea, desnorteando por completo o observador leigo (incluo nisto os políticos em geral e a quase totalidade dos intelectuais liberais e conservadores). Campanhas ateísticas as mais truculentas, por exemplo, coexistem pacificamente, no seio do movimento comunista, com o aproveitamento do discurso religioso como meio de atingir o coração das massas. Mutatis mutandis, a exploração dos sentimentos nacionalistas extremados vem lado a lado com o esforço de diluir as soberanias nacionais em unidades maiores, regionais ou mundiais, de modo que, por trás da cena, o movimento comunista se beneficia tanto das resistências patrióticas quanto do poder global em ascensão. A unidade do movimento comunista é de tipo estratégico e organizacional, não ideológico. O comunismo não é um conjunto de teses: é um esquema de poder, o mais vasto, flexível, integrado e eficiente que já existiu. Mesmo o radicalismo islâmico, hoje em rápida expansão, nada poderia sem o apoio da rede mundial de organizações comunistas.

6. Tolice maior ainda é imaginar que a oposição lógico-formal entre os conceitos abstratos de capitalismo e comunismo se traduza, na prática, em conflito mortal entre capitalistas e comunistas. À variedade de diferentes situações locais e temporais corresponde uma infinidade de nuances e transições, com um vasto espaço para os arranjos e cumplicidades mais estranhos em aparência (só em aparência). Ninguém entenderá nada do mundo histórico em que vive hoje se não tiver em conta a longa colaboração entre o movimento comunista e algumas das maiores fortunas do Ocidente, por exemplo Morgan, Rockefeller e Rothschild. Os livros clássicos a respeito são os do economista inglês Anthony Sutton, mas já em 1956 o Comitê Reece da Câmara de Representantes dos EUA levantou provas substanciais de que algumas fundações bilionárias estavam usando seus recursos formidáveis “para destruir ou desacreditar o sistema de livre empresa que lhes deu nascimento”. Essas fundações estão hoje entre os mais robustos pilares de suporte do governo socialista de Barack Hussein Obama.

O desconhecimento ou incompreensão desses fatos entre liberais e conservadores está na raiz de sua incapacidade de opor uma resistência séria à marcha triunfante do comunismo na América Latina. Muitos ainda acreditam, por exemplo, que será uma grande vitória da democracia obrigar as Farc a abandonar a luta armada para transformar-se em partido legal. Não entendem que criar uma força política reconhecida é, no fim das contas, o único objetivo da luta armada – na Colômbia ou em qualquer outro lugar. Guerrilhas não vencem guerras: tudo o que desejam é uma derrota politicamente vantajosa. Por isso, ao mesmo tempo que trocam tiros com as forças do governo, na selva e nas cidades, colocam seus agentes em postos-chave dos partidos esquerdistas legais, de onde clamam contra o derramamento de sangue e apelam dramaticamente ao retorno da legalidade. Fizeram isso no Brasil, fazem agora na Colômbia.
Enquanto os liberais e conservadores não obtiverem uma clara visão de conjunto do fenômeno enormemente complexo do comunismo, enquanto insistirem em se opor somente às facetas mais imediatas e repugnantes desse movimento, se não apenas às doutrinas comunistas consideradas abstratamente, estarão condenados à derrota mesmo quando se julgam vencedores. 


O fato de que jamais tenha havido uma internacional anticomunista torna difícil para muitas pessoas obter essa visão de conjunto, que os próprios comunistas obtêm tão facilmente. Mas a ausência de suporte social não pode servir de desculpa para a preguiça intelectual. Há sempre algumas inteligências individuais capazes de raciocinar acima das perspectivas grupais, quando existem, ou sem elas, quando não existem. Nada justifica que essas inteligências permaneçam à margem das discussões públicas, deixando aos ignorantes o monopólio dos microfones. Neste como em todos os demais assuntos humanos, quem não estudou nada está cheio de certezas simplórias e as proclama com um ar de tremenda superioridade, sem perceber o papel ridículo que faz. Quem estudou fica às vezes parecendo maluco ou excêntrico, mas, afinal, para que é que alguém estuda, se não é para ficar sabendo de algo que a maioria não sabe?

http://www.olavodecarvalho.org/semana/090403dc.html

Nos idos de 1924 radicais e agentes russos estavam trabalhando para substituir o Governo dos EUA por uma conspiração "controlada por Zinoviev e seu bando em Moscou..." Hoje aquele bando é reconhecidamente controlado por Vladimir Putin. E de acordo com Hillary Clinton, falando durante o último debate presidencial, Donald Trump é o cara de Putin. Ela chamou o candidato republicano à presidência de “marionete russa”. Em resposta, Trump disse à Clinton, “não, você é a marionete russa”.
http://conspiratio3.blogspot.com.br/2016/11/hillary-clinton-e-marionete-de-putin.html

*
OLAVO DE CARVALHO - O artigo do Duguin é uma mistura genial de veracidade e mendacidade. Tudo o que ele diz que o governo americano planeja fazer é sensato e realista. Só falta o detalhe essencial : foram os russos e seus aliados islâmicos que colocaram o Obama no governo para que ele fizesse exatamente o que agora o Duguin o acusa de fazer, e assim desgraçasse de vez os EUA para a glória da Santa Rússia e do Califado. ISSO ele não diz, precisamente porque é o principal da questão. Hoje em dia, ninguém, como Duguin, sabe com tanta destreza dar ares de discurso científico a um discurso de agente político, aliás muito mal intencionado.  * Provocar uma guerra para perdê-la. Essa é a missão do Obama. Evitar a guerra e sanear as relações com a Rússia. Esta é a missão do Trump. A Rússia leva vantagem nas duas hipóteses, mas os EUA só sobrevivem na segunda.  *  Enquanto o Obama fala de guerra nuclear, o Trump fala de regularizar as relações com a Rússia na base do interesse comercial. A Rússia precisa, por enquanto, de um belicista no governo americano, seja para provocar uma guerra e perdê-la, seja só para arruinar mais um pouco a reputação dos EUA e consagrar novamente a Rússia como campeã da paz, exatamente como nos tempos de Stalin. Mas a guerra é um plano arriscado, e sem dúvida o Putin se sentirá aliviado se puder evitá-la. É ÓBVIO que ele tem de preferir o Trump. Ninguém constrói um espantalho para dizer que é bonito.  *  O Obama removeu 200 comandantes militares. Tem o Exército na mão.  *  O dado mais importante da biografia de Barack Hussein Obama é a sua ocultação.  *  Dicas de ciência política:  1. Conquistar mais poder é da essência mesma do poder. O poder que para de crescer está em extinção.  2. Como não existe poder absoluto, mas todo poder contém elementos de debilidade, a luta pela sua conquista, manutenção ou expansão não é jamais direta e linear, mas sinuosa e dialética.  3. Hoje em dia, os meios para a conquista, manutenção e ampliação do poder, usados em dosagens, variações e combinações diversas, são três e não mais de três: a mentira, a corrupção e o homicídio. Em qualquer análise política essas premissas são indispensáveis. https://olavodecarvalhofb.wordpress.com/2016/07/08/8072016/
*
O DEBATE OLAVO X DUGIN 3
http://www.olavodecarvalho.org/textos/Resposta_a_Duguin3-Revisto.pdf
*
SOCIALISMO É A PROMESSA DE OBTER UM RESULTADO POR MEIOS QUE PRODUZEM O RESULTADO INVERSO - NÚMEROS MACABROS - OLAVO DE CARVALHO
http://conspiratio3.blogspot.com.br/2016/08/socialismo-e-promessa-de-obter-um.html
*
OBAMA ESCOLHIDO PELOS RUSSOS http://conspiratio3.blogspot.com.br/2016/07/obama-escolhido-pelos-russos-20-anos.html
*
Provokatsya - por Jeffrey Nyquist
Não pode ser acidental que o Partido Comunista dos EUA (CPUSA) tenha endossado Hillary Clinton para presidente. O CPUSA ostensivamente tem sido, e permanece, um partido pró-Moscou.
http://www.midiasemmascara.org/artigos/globalismo/16788-provokatsya.html
*
ONU JÁ ATUA COMO UM GOVERNO MUNDIAL QUE NINGUÉM ELEGEU - PAULO ENEAS
http://conspiratio3.blogspot.com.br/2017/01/onu-ja-atua-como-um-governo-mundial-que.html

*
BEM-VINDOS À NOVA ORDEM MUNDIAL SOCIALISTA - OLAVO DE CARVALHO http://conspiratio3.blogspot.com.br/2016/07/bem-vindos-nova-ordem-mundial.html
*
*
COMUNISMO É PSICOPATIA REVESTIDA DE IDEOLOGIA - ENTREVISTA COM ALLAN DOS SANTOS
http://conspiratio3.blogspot.com.br/2016/08/comunismo-e-psicopatia-revestida-de.html
 *
TRAMÓIAS RUSSAS - JEFF NYQUIST




 UMA INTERNET LIVRE É MELHOR QUE UMA INTERNET SEGURA. A LIBERDADE NA INTERNET É O QUE GARANTE NOSSA SEGURANÇA CONTRA AS MENTIRAS E A DITADURA


domingo, 15 de janeiro de 2017

DIREITOS HUMANOS - OLAVO DE CARVALHO


Os direitos humanos fundamentais hoje em dia são:

1) O direito ao estupro, se você for muçulmano.
2) O direito de escolher o próprio sexo retroativamente.
3) O direito à menoridade penal até idade ilimitada, se você cometer um crime hediondo.
4) O direito de ficar calado quando for vitima de um crime, pois tudo o que você disser será necessariamente usado contra você.
5) O direito ao genocídio, se for de cristãos.
6) O direito de tentar exterminar a raça branca.
7) O direito ao anti-semitismo teórico e prático.
8) O direito à proteção policial contra crimes inexistentes.
9) O direito de mostrar o pinto às mulheres nos banheiros públicos, se você disser que no fundo ele é uma buceta.
10) O direito de ser enrabado, se você for menor de idade.
11) O direito a uma cota estatal gratuita de maconha, cocaína, heroína ou crack.
12) O direito de fumar cigarros escondido no banheiro da sua casa, se você provar que é o único usuário dessa instalação sanitária.
13) O direito de ser abortado até mesmo depois do nascimento.
14) O direito à prática de sexo grupal nas escolas.
15) Se você é um político ladrão, um imigrante ilegal ou um adepto do Black Lives Matter, o direito de ser considerado inocente depois de todas as provas em contrário.

https://www.facebook.com/carvalho.olavo/posts/760641907421219

sábado, 14 de janeiro de 2017

TRAMÓIAS RUSSAS - JEFF NYQUIST




Provokatsya

Jeffrey Nyquist

Não pode ser acidental que o Partido Comunista dos EUA (CPUSA) tenha endossado Hillary Clinton para presidente. O CPUSA ostensivamente tem sido, e permanece, um partido pró-Moscou.

O fundamento último da trama estratégica de Moscou está agora se tornando visível. Como John Dziak apontou em seu ensaio, “Soviet Deception: The Organizational and Operacional Tradition” (em tradução livre: O Engano Soviético: A Tradição Organizacional e Operacional), o conceito estratégico chave russo inclui: Proniknovenniye (Penetração), Provokatsiya (Provocação), Fabrikatsiya (Fabricação), Diversiya (distração), agent po vliyaiyu/ agent vliyaniye (agente de influência), Dezinformatsiya (Desinformação), Kombinatsiya (Combinação).

Se justapomos os seguintes nomes próprios e impróprios, a trama é então exposta: Barack Obama (Proniknovenniye), Alepo, Síria (Provokatsiya), Donald Trump/ fantoche russo (Fabrikatsiya), hackers russos (Diversiya), Hillary Clinton (agent po vliyaniyu/ agent vliyaniye), CNN/New York Times/Washington Post, e outros (Dezinformatsiya), o resultado da eleição presidencial de 2016, por tudo dito acima (Kombinatsiya).

A trama em si mesma pode ser compreendida pela referência a escândalo e contra-escândalo. Mas não confunda a diversiya reciária pela provokatsiya primária. Em seguida, introduza a perspectiva de uma guerra nuclear à mistura. A manchete de sexta-feira da ABC diz, “Alerta da TV Russa de Guerra Nuclear em meio a Tensões com os EUA”. O Sunday Express diz, “Guerra Nuclear 'IMINENTE' enquanto a Rússia diz aos cidadãos para encontrarem onde estão os abrigos mais próximos”. Poucos dias atrás o governador de São Petesburgo anunciou uma possível ração de pão de 300g por pessoa por 20 dias (enquanto abrigadas no subsolo) numa eventual guerra com a América.

Podemos levar algo disso a sério?

Em 15 de junho último o Haaretz apresentou a seguinte manchete: “Rússia se 'Mobilizando para a Guerra' Alerta Relatório da Inteligência Canadense”. Pode-se perguntar: quantos alertas deste tipo são necessários antes que alguém, em algum lugar, aceite a ameaça da Rússia como real? É claro, pode-se dizer, muito simplesmente, que não há razão para estar alarmado. Os Estados são 'atores racionais' e eles nunca fazem coisas irracionais – especialmente envolvendo suas forças militares.

Isto é nonsense, é claro. A História mostra uma outra história completamente diferente. Seres humanos não são os 'atores racionais' da teoria da ciência social. Seres humanos são parcialmente racionais. Ele são, também, irracionais. Não teríamos tido a Primeira ou a Segunda Guerra Mundial se não fosse assim. Ou, como disse um desertor da GRU a respeito de seus chefes em Moscou, “Não são pessoas normais. São loucos”.

Mas eles não são as únicas pessoas loucas.

Enquanto estive visitando o filósofo brasileiro Olavo de Carvalho, no mês passado, ele me presenteou com um fascinante volume de Harry Redner intitulado The Malign Masters. O livro sugere que a tendência unificante da filosofia Ocidental nos últimos cem anos tem sido solipsismo, que é definido como: “uma teoria em filosofia de que nossa existência é a única coisa que é real ou que pode ser conhecida”.

Na medida em que a América está infectada de solipsismo, somos todos pessoas loucas. A essência de nosso narcisismo é possivelmente uma derivação de nosso solipsismo. E nossa consciência não se estende às coisas fora de nossa “bolha”. Decorre também que não temos consideração pela história ou pela posteridade. Tudo diz respeito a nós.

O mundo real, fora da bolha solipsista, nunca dever ser plenamente conhecido. O solipsista só está confortável quando posicionado no centro de seu universo. Que ele esteja subjetivamente no centro de sua própria vida é insuficiente para ele. Isto não é grandioso o bastante para ele. Seu inimigo mais odiado, contudo, é a pessoa que blasfema contra sua divindade – contra o Grande Deus Eu, o Deus do Si mesmo Imaginado, que não é o Deus do Si mesmo Verdadeiro, o Deus real e objetivo.

Mas, divago.

O solipsismo é o fio pelo qual nossa cultura do narcisismo se mantém unida. Ele condiciona nossa inconsciência antecipando nosso esquecimento, nossa desconsideração pelo dever, nosso desrespeito à verdade – nossa indolência em face do inimigo. E é este inimigo, como a figura horrível de um sol maligno, que agora faz seu movimento final – um Armagedom (de certo modo); mas não um Armagedom destes Isaías de segunda mão ou desses Jonas que nunca foram engolidos por peixe algum. É o tipo de movimento final como entendido por um mestre de xadrez. Nesta fase avançada do jogo, a fase intermediária terminou, e muitas peças foram retiradas do tabuleiro. O xeque-mate agora é colocado em perspectiva.

Observe como isto se desenrola. Somos informados de que a Rússia está tentando interferir nas eleições americanas. Somos informados de que Moscou é a favor Donald Trump e contra Hillary Clinton. E por que os russos deveriam sinalizar tão prontamente sua aprovação e desaprovação? Desde quando russos mestres do xadrez admitem suas intenções reais?

Acreditar em cada mentira, engolir cada isca – este tem sido nosso legado.

Examinando os e-mails do Partido Democrata vazados pelo Wikileaks, entende-se a verdade. Não foi Trump que ativamente subverteu a Igreja Católica, “apertando o cinto e dobrando a aposta” em relação a “trabalhos sujos” (isto é, assassinatos) três dias antes da morte de um juiz da Suprema Corte. São os próprios Democratas e companheiros de Hillary que trabalharam para transformar o sistema Americano numa ditadura socialista; “conspirando” para fazer o povo Americano “ignorante e condescendente”; deplorando a campanha de Trump como um desarranjo daquela mesma condescendência.

Se estudarmos a vida e o histórico de Hillary Clinton encontraremos que ela era, em sua juventude, uma radical, uma marxista, uma discípula de Saul Alinsky. Não há evidência de que tenha mudado sua ideologia. É importante que nossa análise não confunda posições declaradas publicamentecom convicção mantidas privadamente. Hillary Clinton não nos dirá seus pensamentos reais. Tal confissão faria dela presidiária ao invés de eleita. Tendo isto em mente enquanto examinamos sua história, não há evidência de uma conversão ao anti-comunismo ou ao patriotismo. Todas as indicações sugerem que ela continua quem sempre foi. De acordo com um antigo íntimo dos Clinton, Larry Nichols, “Estamos assistindo a um golpe de veludo ou silencioso que tem avançado por anos. Há uma sutil e lenta tomada de nossa forma de governo, começando anos atrás, mas está chegando a um fim”.

Sim, como eu disse, é o movimento final.

E não pode ser acidental que o Partido Comunista dos EUA (CPUSA) tenha endossado Hillary Clinton para presidente. O CPUSA ostensivamente tem sido, e permanece, um partido pró-Moscou. Se você tiver ouvir fielmente seus afiliados e ler suas observações, isto é inegável; e então, portanto, devemos concluir que o apoio de Moscou a Trump é distração e diversiya.

De acordo com John Bachtell, líder do Partido Comunista dos EUA, “Esta eleição será um referendo nacional sobre racismo, misoginia, homofobia, xenofobia e Islamofobia. O objetivo deveria ser uma derrota esmagadora de Trump e uma rejeição decisiva do ódio”.

Soa familiar?

Bachtell, escrevendo no People's World, explicou, “A eleição de Clinton como a primeira presidente mulher iria fazer história. Uma [eleição] esmagadora não acabaria com o sexismo, mas representaria um sopro poderoso assim como a eleição do Presidente Obama foi um golpe contra o racismo. Seria um avanço da Democracia”.

Esta forma que os comunistas falam nus EUA. Mas não imagine que é assim que soam todos os comunistas. Tais pessoas podem também mimetizar conservadores. Considerando isso, se você pensa que Putin é um Cristão ou um nacionalista, então você está desafortunadamente enganado. Não tome os pronunciamentos políticos de Russos e comunistas pelo seu valor de face. O Kremlin mente. E os tolos repetem tais mentiras.

Enquanto isso, os comunistas têm amigos em altas posições, e os Russos têm feito uso destes amigos. De acordo com Jerome Corsi, “Chefe de Campanha de Hillary está Ligado à Lavagem de Dinheiro na Rússia”. Isto não surpreende aqueles que compreendem o jogo mais amplo. Dinheiro é enviado em apoio à Quinta Coluna aqui nos EUA enquanto tecnologia e urânio fluem para a Rússia. Cada lado trabalha para fortalecer o outro. Esta maneira de transacionar está na base de tudo. É como nossa política funciona, e como continuará a funcionar até a eclosão da guerra.

Como a América tem sido enfraquecida e subvertida de dentro, e como Rússia e China têm sido fortalecidas, uma mudança geral ocorreu no “equilíbrio de poder”. No momento, oficiais russos estão dizendo publicamente (de diversas formas) que a Rússia é forte o bastante para tomar a Europa e derrotar os EUA numa guerra. E estão dizendo que a superioridade russa é agora irrevogável; pois qualquer tentativa de restaurar o equilíbrio desencadeará uma violenta reação do Kremlin. Até o posicionamento de uns poucos foguetes interceptores na Romênia pe suficiente para justificar a invasão da Europa.”Como posso fazê-los entender, enfureceu-se Putin. Sim, de fato, a Rússia é o maior poder no mundo. Por que Moscou deveria tolerar qualquer um colocando foguetes defensivos na Romênia?

O que você precisa saber sobre guerra nuclear é que (1) seu estágio preparatório começa quando os representantes dos comunistas russos em Washington encontrarem-se numa posição insustentável; (2) quando Céu e Terra devam ser movidos para esconder a aliança a Quinta Coluna e seus patrocinadores russos através de uma ultrajante campanha de distração; (3) quando estes esforços falharem de uma vez e finalmente a guerra tornar-se inevitável.

Neste último caso, se o público descobre que Clinton é aliada dos russos; se descobrem que ela é uma sabotadora da defesa da nação; se descobrem que ela é um revolucionária secreta – então a Rússia pode ser compelida a usar sua atual superioridade militar para esmagar qualquer insurreição doméstica nos EUA; pois os agentes russos na América têm conspirado para tornar o povo americano “ignorante e submisso”. De fato, os mísseis nucleares russos existem para preservar esta condescendência.

Eu todavia volto ao que foi dito no começo deste breve ensaio:

O fundamento último da trama estratégica de Moscou está agora se tornando visível. Como John Dziak apontou em seu ensaio, “Soviet Deception: The Organizational and Operacional Tradition” (em tradução livre: O Engano (fraude ou ilusão) Soviético: A Tradição Organizacional e Operacional), a conceito estratégico chave Russo inclui: Proniknovenniye (Penetração), Provokatsiya (Provocação), Fabrikatsiya (Fabricação), Diversiya (distração), agent po vliyaiyu/ agent vliyaniye (agente de influência), Dezinformatsiya (Desinformação), Kombinatsiya (Combinação).

A trama é então exposta se justapomos os seguintes nomes próprios e impróprios: Barack Obama (Proniknovenniye), Alepo, Síria (Provokatsiya), Donald Trump/ fantoche Russo (Fabrikatsiya), hackers russos (Diversiya), Hillary Clinton (agent vliyaniyu/ agent vçiyaniye), CNN/New York Times/Washington Post, e outros (Dezinformatsiya), o resultado da eleição presidencial de 2016, por tudo dito acima (Kombinatsiya).

Apenas deste modo, compreendidas como partes de todo maior, a coisa em si mesma pode ser compreendida.

http://www.jrnyquist.com/

Tradução: Flavio Ghetti
http://www.midiasemmascara.org/artigos/globalismo/16788-provokatsya.html


MAIS DE JEFFREY NYQUIST E OUTROS:

OLAVO DE CARVALHO - Os esquerdistas estão montando uma imensa armadilha para escravizar e neutralizar de vez todo o movimento conservador e liberal. E os liberais, como não poderia deixar de ser, estão achando que vai ser o orgasmo do século.  Mais detalhes em breve.
 http://www.midiasemmascara.org/artigos/cultura/16742-2016-09-30-00-02-14.html

Marionete Russa
http://www.midiasemmascara.org/artigos/globalismo/16805-marionete-russa.html

A guerra da CIA contra Trump
http://www.midiasemmascara.org/artigos/internacional/estados-unidos/16862-a-guerra-da-cia-contra-trump.html
 
A Última Palavra
 Não queremos admitir que estamos fracos.Queremos continuar na ocupação agradável de negar a força da Rússia, e os preparativos militares da China.É nossa desconsideração pelo que é nobre que nos condena. É a nossa desconsideração pela verdade.
http://www.midiasemmascara.org/artigos/cultura/16781-2016-10-20-18-49-29.html

A Rússia e a bomba de pulso eletromagnético (EMP)
 http://www.midiasemmascara.org/artigos/globalismo/16765-2016-10-12-23-41-40.html

Angela Merkel trabalha para os russos?
http://www.midiasemmascara.org/artigos/globalismo/16299-angela-merkel-trabalha-para-os-russos.html

A Crise, parte II - Bons e Maus Líderes
http://www.midiasemmascara.org/artigos/movimento-revolucionario/16261-2015-12-22-22-44-48.html

A crise, parte I - A Politização da Educação
http://www.midiasemmascara.org/artigos/movimento-revolucionario/16002-2015-08-20-00-08-00.html

O Hitler de Putin - Putin quer que o Ocidente acredite que, após ter feito coisa errada no próprio quintal, ele fará a coisa certa no quintal do Ocidente.Tão logo os tanques russos estiverem em campo de batalha e as bases militares russas forem construídas na região, nada (repito, nada) impedirá que o Kremlin use alguma justificativa e tome a Terra Santa.
http://www.midiasemmascara.org/artigos/globalismo/16137-o-hitler-de-putin.html

Bonecos de gengibre
http://www.midiasemmascara.org/artigos/globalismo/16135-bonecos-de-gengibre.html

Em defesa da linguagem
http://www.midiasemmascara.org/artigos/cultura/15961-em-defesa-da-linguagem.html

A violação da linguagem
http://www.midiasemmascara.org/artigos/globalismo/15941-2015-07-07-19-28-17.html

Moscou e o nazismo internacional
A atual inexplicável aliança entre comunistas e nazistas na América do Sul é melhor compreendida como um jogo complexo que remonta à penetração do Terceiro Reich por agentes soviéticos durante a guerra. 
http://www.midiasemmascara.org/artigos/globalismo/15879-moscou-e-o-nazismo-internacional.html

Diálogo contínuo sobre guerra na Europa e na Ásia
http://www.midiasemmascara.org/artigos/globalismo/15870-2015-06-02-22-27-35.html

CLIMAGATE - O verde é o novo vermelho
http://www.midiasemmascara.org/artigos/desinformacao/15840-2015-05-19-23-33-27.html

Enquanto a NSA produz livros infantis para colorir, a KGB tem produzido nazistas a partir de uma velha receita russa.
http://www.midiasemmascara.org/artigos/globalismo/15831-circundando-a-sarjeta-em-baltimore.html

Baile de máscaras em Moscou: o caso de um cordeiro em pele de lobo
http://www.midiasemmascara.org/artigos/globalismo/15743-2015-03-31-19-03-10.html

É preciso um traidor (e um desajustado)
http://www.midiasemmascara.org/artigos/globalismo/15729-2015-03-24-20-30-04.html

Sobre preparações bélicas e estruturas secretas - Parte 1
http://www.midiasemmascara.org/artigos/globalismo/15689-2015-03-02-02-48-42.html

Sobre preparações bélicas e estruturas secretas - Parte 2
As estruturas comunistas ocultas do leste europeu estão prontas para ressurgir.
http://www.midiasemmascara.org/artigos/globalismo/15702-2015-03-09-21-31-34.html


http://www.midiasemmascara.org/search.html?searchword=NYQUIST&ordering=newest&searchphrase=all&limit=20

ÁUDIO - RETROSPECTIVA 2016 - FLÁVIO MORGENSTERN E ALEXANDRE BORGES


2016 é o ano que não quer acabar. Alexandre Borges ajuda na retrospectiva em nosso podcast, de impeachment e Trump a terrorismo e mídia.

ÁUDIO:
https://soundcloud.com/senso-incomum-642467380/26-retrospectiva-2016

Guten Morgen, Brasilien! 2016 é o ano que não acaba, e fazer uma Retrospectiva deste ano é algo que gastaria mais ou menos ainda outro meio ano. Por isso, contamos com a ajuda de nosso colunista e já habitué do Guten Morgen: Alexandre Borges!

E tem muito o que comentar em 2016. Você se lembra de como era o ano em 1.º de janeiro de 2016? A presidente era Dilma Rousseff, e o impeachment, uma hipótese com a qual o PT tinha de cogitar lidar. E Donald Trump? Era um magnata engraçadinho que parecia querer brincar de concorrer à presidência americana apenas pela zoeira, já que ninguém poderia levá-lo a sério. E, afinal, como diziam todos os especialistas pelo mundo, o GOP, o Partido Republicano, estava falido e sem a menor chance contra uma perfeição eleitoral como Hillary Clinton! Aliás, você se lembra de outra colunista nossa, a dra.  Janaína Paschoal Quem a conhecia em 1.º de janeiro de 2016?

Foi um ano interminável de manifestações nas ruas pelo impeachment de Dilma Rousseff. Por mais de meio ano, a narrativa era de que o processo contra a presidente era um golpe aplicado pessoalmente por Eduardo Cunha, até mesmo usando-se o nome da Operação Lava-Jato para dizer que Cunha mandaria na PF e queria o impeachment justamente para miná-la e se livrar da cadeia.

Lembrar da narrativa que tentaram implantar em nossa cabeça, e hoje escondem inconseqüentemente como se nunca tivesse sido aventada (e timoneada), ultrapassa as raias do ridículo.

No mundo, também foi o ano da imigração islâmica na Europa. 2016 já começou com uma festinha de Réveillon em Colônia, na Alemanha, recheada de assédios sexuais. Também teve atentado a uma boate gay em Orlando, em um recado que não poderia ser mais claro… e que até agora não foi compreendido pelo Ocidente. Aqui, a Juventude Socialista preferiu culpar… a Igreja Católica pela “homofobia”.

Também foi um ano de Olimpíadas no Rio, que todos esperavam, sem grandes surpresas, que seria um desastre – e surpreendendo a todos (dessa vez, inclusive a nós), não foi. Mas os governantes do Rio… Bom, seja a linha sucessória de Eduardo Paes, ou os governadores Sérgio Cabral e Anthony Garotinho, a Cidade Maravilhosa viveu turbulências.

E que tal São Paulo, com a surpresíssima João Doria? Também apresentador d’O Aprendiz, como Donald Trump, o azarão supremo conseguiu a façanha de vencer a primeira eleição na maior cidade do hemisfério em primeiro turno. Mesmo tendo de enfrentar seu maior rival: não Fernando Haddad, mas sim o Datafolha.

E teve acordo de paz rejeitado com as FARC, que ainda deram um “Nobel da Paz” para Juan Manuel Santos mesmo SEM acordo, teve censura da imprensa (e as explicações baseadas em “fake news”), teve o Brexit na Grã-Bretanha, teve Theresa May, teve uma convolução horrenda na Síria, teve morte de Fidel Castro, teve atentado em Nice, teve um sem número de prisões na Lava Jato (alguém conseguiu contar?), teve o acidente horrendo com o avião da Chapecoense…

Aliás, 2016 foi o ano do Guten Morgen, o podcast que está conquistando o Brasil!

Enfim, o último episódio do podcast do Senso Incomum de 2016 teve muito o que comentar! Aproveitem, na companhia de Alexandre Borges!

A produção é de Filipe Trielli e David Mazzuca Neto, no estúdio Panela Produtora. Aproveitem para comprar os CDs do estúdio, no site da Panela – graças a vocês, o CD “É Natal” termina o ano esgotado!

Guten Morgen, Brasilien! http://sensoincomum.org/2016/12/21/guten-morgen-26-retrospectiva-2016/


FLÁVIO MORGENSTERN O impeachment foi um golpe de Eduardo Cunha para acabar com a Lava Jato. A Lava Jato só persegue petista. Donald Trump não tem a menor chance de ser eleito, as chances de Hillary Clinton superam 99%. O Brexit nunca acontecerá. O acordo de paz com as FARC é um sucesso e o que os colombianos mais desejam. Quem é a favor do impeachment defende Michel Temer. Todo eleitor de Donald Trump é nazista. O problema do mundo é o preconceito contra gays, o machismo que não dá igualdade às mulheres e a direita, que não aceita refugiados muçulmanos. Tirar o PT do poder vai acabar com programas sociais e destruir a economia. João Doria não entende de política, o correto é votarmos nos velhos políticos. O Marco Civil da Internet salvou o consumidor brasileiro do caos do livre mercado desregulamentado. O desarmamento vai diminuir os crimes no Brasil e viveremos em muito maior segurança.   Sério, esquerdistas: se vocês continuam sendo esquerdistas depois de juntar lé com cré em pleno 2017, podem abraçar o busto de Stalin igual o PC Siqueira e dizer "Matou foi pouco", porque aí é caso perdido para toda a eternidade.

HOJE A GRANDE MÍDIA NÃO INFORMA, MAS TRANSFORMA VOCÊ (EM MASSA DE MANOBRA)
http://conspiratio3.blogspot.com.br/2016/12/hoje-grande-midia-nao-informa-mas.html

A IGNORÀNCIA DAS MASSAS É A FORÇA DOS DITADORES
http://conspiratio3.blogspot.com.br/2016/12/a-ignorancia-das-massas-e-forca-dos.html

A primeira grande desgraça que Ortega viu nos novos tempos foi o que ele chamou de “a ausência dos melhores”. Ortega entendia que há uma hierarquia natural, em que a minoria “egrégia”, em tempos sadios, é aceita como a liderança espontânea, cabendo às massas copiar-lhe o exemplo vital e obedecê-la.
http://www.midiasemmascara.org/artigos/cultura/13666-as-massas-e-o-estado-em-ortega-y-gasset.html

O uso que Goebbels fez das técnicas de propaganda foi somente uma articulação possível dentre as diversas possibilidades desenvolvidas, na verdade, por Edward Bernays, o pai da profissão de relações públicas e uma das maiores mentes da propaganda no século XX. A inovação trazida por ele foi justamente a associação de palavras e ideias a determinadas emoções, tornando possível o controle dos sentimentos do público e, com isso, de suas ações. http://www.midiasemmascara.org/artigos/desinformacao/13519-edward-bernays-e-o-controle-da-opiniao-publica.html

UMA INTERNET LIVRE É MELHOR QUE UMA INTERNET SEGURA. LIBERDADE NA INTERNET É O QUE GARANTE NOSSA SEGURANÇA CONTRA AS MENTIRAS DA DITADURA O MPF sabe muito bem que a triagem do que é verdadeiro e falso é por nossa conta. Ele sabe muito bem que censurando as verdades ficaremos sem o contraditório e sem referências para fazer essa triagem. É isso o que eles querem: UM DISCURSO ÚNICO. 
http://conspiratio3.blogspot.com.br/2016/12/uma-internet-livre-e-melhor-ue-uma.html

ALERTA - A PRIORIDADE É DEFENDER A LIBERDADE NA INTERNET - O INIMIGO NÚMERO UM DA ORCRIM
http://conspiratio3.blogspot.com.br/2016/11/a-prioridade-e-defender-liberdade-na.html

CENSURA - ESQUERDISTAS VÃO FISCALIZAR "NOTÍCIAS FALSAS" NO FACEBOOK - FAKE NEWS http://conspiratio3.blogspot.com.br/2016/12/censura-esquerdistas-vao-fiscalizar.html  

A PRIORIDADE É DEFENDER A LIBERDADE NA INTERNET - O INIMIGO NÚMERO UM DA ORCRIM http://conspiratio3.blogspot.com.br/2016/11/a-prioridade-e-defender-liberdade-na.html