CENSURA, DITADURA, POLITICAMENTE CORRETO

Seguidores

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Porte de armas de uso restrito passa a ser crime hediondo, explica EDUARDO LOPES - AUTORIA DE CRIVELLA



Se esse porte de armas agora vai ser crime hediondo, os crimes de verdade, como o desses caras, vão ser o quê? Hipersuper-hediondos?

É PROIBIDO PERCEBER - OLAVO DE CARVALHO
http://www.olavodecarvalho.org/e-proibido-perceber/

FALAR MAL DE POLÍTICO na internet pode virar crime hediondo
http://conspiratio3.blogspot.com.br/2017/08/falar-mau-de-politico-na-internet-pode.html

É preciso preservar as referências tão arduamente garimpadas pela humanidade, a percepção do sofrimento, a noção de proporção, o valor do indívíduo, que o comunismo se empenha dia e noite em eliminar. Uma vez que se perca o pé deste solo, fica-se à deriva e facilmente capturável por qualquer sugestão, qualquer sistema ideológico. "A ideia de uma "ditadura do proletariado" não é para descrever uma realidade: é para levar as investigações ao fim, de forma que a realidade não possa mais ser percebida." Roger Scruton

***

A memória do brasileiro está curta! Como era antes de 2015? Era um faroeste? Não. Nós  tínhamos armas para não precisar usá-las. Mas hoje o que precisamos usar URGENTE é a arma da inteligência. Você confia em corruptos para pensar por você? Para fazer leis que vão  aumentar o poder deles e reduzir o seu? Comece a somar 2+2. Isolar os fatos degenera a memória.
Você verá, por exemplo, que as ações dos desarmamentistas estão todas dentro da agenda esquerdista politicamente correta que resulta em mais mortes e não em mais vida, em conquistas de pequenos direitos ilusórios e na PERDA DE GRANDES DIREITOS REAIS. Sempre com o álibi da defesa do bem, das "minorias" injustiçadas. Mas não há coerência entre palavras e atos. Na época do referendo, por exemplo, eles propagandeavam a mensagem de lógica simplória "menos armas, menos crimes". Mas se a intenção fosse diminuir a criminalidade, então retirar as armas das vítimas e sacrificar a sociedade seria a última etapa de uma série de medidas pró segurança, medidas que NUNCA foram tomadas nem antes nem depois. Ao contrário, as leis são feitas para abrandar a culpa dos culpados e criminalizar os inocentes.
DESARMAMENTO É AÇÃO POLÍTICA, não visa atender às alegadas necessidades humanas, mas sim usá-las como cobertura para um projeto criminoso de poder. Passa por cima das evidências e da realidade, e para isso conta com tua inércia e ignorância  longamente cultivadas pela "Educação" e Mídias.


ABORTO, POR EXEMPLO, É USADO POLITICAMENTE, FANTASIADO DE SAÚDE FEMININA
https://www.facebook.com/bernardopkuster/posts/10155881229478395?pnref=story



Nenhum comentário:

Postar um comentário