CENSURA, DITADURA, POLITICAMENTE CORRETO

Seguidores

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

PODER E PEDOFILIA - UM BREVE RESUMO - BERNARDO KUSTER



O caso polêmico no MAM - Museu de Arte Moderna de São Paulo - é apenas a superfície de um problema mais profundo e grave, que apenas o professor Olavo de Carvalho foi capaz de mapear no Curso Online de Filosofia (COF). Veja o resumo!
https://youtu.be/PZmlkbRVb8M
Bernardo Pires Küster  - 1 de outubro
"Portanto, sem o tabu do incesto, adultos poderão retornar, em algumas gerações, a uma sexualidade polimorfa mais natural, a concentração no sexo genital e no prazer orgasmático dará lugar ao relacionamento totalmente físico e emocional, que incluem aquele [o incesto]. Relações com crianças incluirão tanto sexo genital quanto as crianças fossem capazes [...] Todas os relacionamentos próximos incluirão também a relação física. O nosso conceito de exclusividade física de parceiros (monogamia) desapareceria da nossa estrutura psíquica, bem como também o construto de um Ideal de Amante. Quanto tempo essas mudanças levariam para ocorrer? Isto não nos importa muito agora [...] Precisamos apenas estabelecer as pré-condições para uma sexualidade livre [...] Faríamos muito bem em nos concentrar na derrubada das instituições [família, escola, igreja, etc.] que têm produzido essa organização psíquica, tornando possível eventualmente a reestruturação (ou, diria eu, destruição?) da nossa psico-sexualidade. [...] Com o desaparecimento da maternidade, da obstrução do tabu do incesto, a sexualidade seria reintegrada, permitindo que o amor flua sem impedimentos." – 'The Dialect of Sex: The case for feminist revolution', 1970 (ed. 2003), pp. 215ss.
Ps: ela dedicou o livro à Simone de Beauvoir.

****


***

Será que, no meio desse bombardeio pornomacabro ideológico, as pessoas param para pensar que os mesmos que se preocupam TAAANTO com direitos humanos, não dão a mínima para as necessidades fundamentais da população e chegam até a ROUBÁ-LA?

Para que serve essa pseudo-arte? Bom, estou listando aqui algumas das utilidades revolucionárias e efeitos premeditados dessas performances e mostras bancadas por globalistas e abundante dinheiro dos impostos:

Serve para Introduzir e relativizar temas que nossa sociedade abomina e proíbe. Mas não é o tal debate alegado por eles, já que eles vêm censurando e exterminando as idéias contrárias e a liberdade de expressão. É manipulação pura e simples.
Para alargar ainda mais a permissividade moral que vem sendo afrouxada há décadas.
Para deformar a psique, desorientar a percepção do que é bom ou danoso, verdadeiro ou falso, certo ou errado.
Para abrir as portas para psicopatas.
Para gerar novos itens na agenda politicamente correta de "direitos humanos", como direitos de pedófilos, direitos sexuais de crianças, etc., que colidirão frontalmente com direitos reais.  
Para gerar novas categorias de delitos (subjetivos) e punições que atinjam pessoas normais que não infringiriam as leis.             
Para criminalizar o subjetivo, a opinião, o conceito, a palavra, e esvaziar a gravidade do ATO criminoso. Hoje denunciar o crime pode ser um crime maior do que cometê-lo. É a censura, amiga da mentira.
Para criminalizar a conduta normal, demonizar a normalidade e perseguir ativistas de direita.
Para inocentar criminosos e perseguir inocentes.
Para corroer todas as referências herdadas de nossos antepassados que balizam nosso caminho por esta terra, aniquilar a noção de realidade e verdade dos fatos.
Para confundir conhecimento, opinião e mentira e  e dar a palavra final ao PODER.

PARA QUE A MENTIRA TRIUNFE, BASTA QUE AS VERDADES NÃO SEJAM DITAS.

                                                                                 

"Quando eu disse que o gayzismo se transformaria em instrumento de perseguição anticristã, responderam que eu era louco. Quando disse que o passo seguinte seria a descriminalização da pedofilia, mais louco ainda. Se o pessoal simplesmente lesse os debates entre os guias iluminados do movimento revolucionário, saberia que estão na fila de espera, para ser legitimados como condutas normais e inatacáveis, o incesto, a necrofilia e o canibalismo."
 

Dissolvidas as soberanias nacionais pela elite global e demolida pela ação pertinaz da ralé militante toda hierarquia de valores e critérios, não restará na sociedade outro princípio ordenador reconhecido como legítimo exceto a pura racionalidade econômica e tecnológica impessoal e anônima, imposta por grupos megabilionários a cujo poder, a essa altura, ninguém mais poderá resistir. Esse desenvolvimento do presente estado de coisas é INEVITÁVEL, exceto na hipótese de guerras ou catástrofes de escala mundial.
https://www.facebook.com/carvalho.olavo/posts/891972787621463

"Todos os registros foram destruídos ou falsificados, todos os livros foram reescritos, todos os quadros foram repintados, todas as estátuas, todas as ruas, todos os edifícios renomeados, todas as datas foram alteradas. E o processo continua dia a dia, minuto a minuto. A história se interrompeu. Nada existe além de um presente interminável no qual o Partido tem sempre a razão.” George Orwell
A experiência de todos os países comunistas prova, sem a menor margem de dúvida, que a esquerda revolucionária sempre esteve consciente da importância crucial da censura e dos limites à liberdade de expressão para a conquista e o exercício do poder. Essa é a única razão pela qual os esquerdistas tanto combatem essas coisas numa democracia sobre a qual ainda não tenham o poder total: para assegurar que elas estarão sempre sob o seu controle monopolístico, sem que o adversário tenha a menor chance de usá-las -- ou se usar qualquer recurso que remotamente se pareça com elas -- para a manutenção da ordem legal vigente.
Por isso não há nada de estranho em que as vozes da esquerda se mobilizem tão entusiasticamente para censurar o filme "O Jardim das Aflições" quanto para estigmatizar como hedionda tentativa de censura qualquer protesto contra a exposição obscena do Santander.
Seu lema é: "O poder de censura é nosso, de mais ninguém."
Só um idiota pode ver nisso alguma "incoerência". É procedimento de rotina, nada mais.
A linguagem da mídia e do "beautiful people" é calculada para espalhar endemicamente o transtorno de personalidade limítrofe, que consegue raciocinar verbalmente ou matematicamente mas não consegue transformar em CONSCIÊNCIA o sentido do que raciocina.

Frases como "mulher em corpo de homem" são calculadas para impedir o falante de perceber o sentido do que diz.
A profusão de frases desse tipo na linguagem popular de hoje é uma obra de engenharia psicológica montada para destruir não a família ou a moralidade (antes fosse apenas isso!), mas as operações básicas da inteligência humana.

"Vivemos sob o jugo de políticos e de uma mídia que querem nos fazer crer que é errado que as crianças assistam propagandas de brinquedos, comam doces, brinquem de casinha, ou levem palmadas dos pais, mas que é perfeitamente normal que essas mesmas crianças sejam coagidas a tocar em adultos nus e mudar de sexo. E se reclamar, o extremista é você."
https://www.facebook.com/bruna.luiza.165033/posts/889837224507114
 


EUTANÁSIA E OUTROS CRIMES RECOMENDADOS PELA ONU
http://conspiratio3.blogspot.com.br/2016/07/eutanasia-e-outros-crimes-sao.html


CIÊNCIA FAKE
http://conspiratio3.blogspot.com.br/search/label/CI%C3%8ANCIA%20FAKE


A REVOLUÇÃO PÚRPURA DE G. SOROS
http://conspiratio3.blogspot.com.br/2017/01/a-revolucao-purpura-de-george-soros.html


LEE PENN - FALSE DAWN
the united religions initiative, globalism, and the quest fora one-world religion
http://www.leepenn.org/FalseDawn_np.pdf 




Nenhum comentário:

Postar um comentário