CENSURA, DITADURA, POLITICAMENTE CORRETO

Seguidores

quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

MAVS na internet e corrupção petista

ARQUIVOS SOVIÉTICOS - UMA HISTÓRIA OCULTA DO MAL


Uma História oculta do Mal 

Uma História oculta do Mal

POR QUE NINGUÉM SE INTERESSA PELOS ARQUIVOS SOVIÉTICOS AINDA NÃO LIDOS?

Claire Berlinski

Embora Mikhail Gorbatchev seja idolatrado no Ocidente, os arquivos ainda não traduzidos sugerem uma figura muito mais sombria

Na consciência coletiva do mundo, a palavra "nazista" é um sinônimo do mal. É amplamente reconhecido que a ideologia dos nazistas - nacionalismo, anti-semitismo, o estado autárquico, o conceito do Führer - levou diretamente aos fornos de Auschwitz. Não se reconheceu tão bem, nem de longe, que o comunismo levou, de forma igualmente inexorável, em todas as partes do globo onde foi aplicado, a fome, tortura e campos de trabalho escravo. E nem é amplamente reconhecido que o comunismo foi responsável pela morte de uns 150 milhões de seres humanos durante o século 20. O mundo permanece inexplicavelmente indiferente e desinteressado a respeito da mais mortífera ideologia na história da humanidade.

Como prova desta indiferença, considere os arquivos soviéticos, que ninguém leu. Pavel Stroilov, um russo exilado em Londres, tem em seu computador 50 000 documentos super-secretos do Kremlin, ainda não traduzidos nem publicados, a maioria datando do final da Guerra Fria. Ele os roubou em 2003 e fugiu da Rússia. Muitos ainda se lembram de um tempo em que eles teriam valido milhões para a CIA eles certamente contam uma história do comunismo e seu colapso que o mundo precisa conhecer. E no entanto, ele não consegue encontrar ninguém que os recolha a uma biblioteca de reputação, publique-os ou financie sua tradução. Na verdade, ele não consegue encontrar ninguém que se tenha lá muito interesse neles.

E há o dissidente soviético Vladimir Bukovsky, que já passou 12 anos nas prisões, campos de trabalho e psikhushkas - hospitais psiquiátricos políticos - da URSS, após ser condenado por reproduzir literatura anti-soviética. Também ele posui uma enorme coleção de documentos roubados e contrabandeados dos arquivos do Comitê Central do Partido Comunista, os quais, como diz ele, "contêm as origens e os fins de todas as tragédias de nosso século sangrento." Estes documentos estão disponíveis online em bukovsky-archives.net*, mas a maioria não está traduzida. Eles estão desorganizados não há sumários não há um mecanismo de busca ou um índice. "Eu os ofereço de graça para os mais influentes jornais e periódicos do mundo, mas ninguém quer publicá-los," diz Bukovsky. "Os editores dão de ombros com indiferença: E daí? Quem liga para isso?”

Os originais da maioria dos documentos de Stroilov continuam nos arquivos do Kremlin, onde, como a maior parte dos documentos super-secretos do período pós-Stálin da União Soviética, eles continuam vetados ao público. Eles incluem, diz Stroilov, transcrições de quase todas as conversas entre Gorbachev e seus homólogos estrangeiros - centenas deles: um registro diplomático quase completo de uma era e que não está disponível em nenhum outro lugar. Há observações do Politburo anotadas por Georgy Shakhazarov, um assessor de Gorbachev, e pelo membro do Politburo Vadim Medvedev. Há o diário de Anatoly Chernyaev — o principal assessor de Gorbachev e vice-líder do órgão conhecido antigamente como o Comitern — o qual vai de 1972 até a queda do regime. Há relatórios dos anos 60 da autoria de Vadim Zagladin, vice-líder do Departamento Internacional do Comitê Central até 1987 e consultor de Gorbachev até 1991. Zagladin era tanto diplomata quanto espião, encarregado de coletar informações secretas, espalhar desinformação e promover a influência soviética.

Quando Gorbachev e seus assessores foram removidos do Kremlin, eles levaram consigo cópias não-autorizadas destes documentos. Os documentos foram escaneados e arquivados nos arquivos da Fundação Gorbachev, um dos primeiros think tanks da Rússia moderna, onde um punhado de pesquisadores simpáticos e selecionados tiveram acesso limitado a eles. Então, em 1999, a fundação abriu uma pequena parte do arquivo a pesquisadores independentes, incluindo Stroilov. As partes centrais da coleção permaneceram restritas os documentos só podiam ser copiados com a autorização por escrito do autor e Gorbachev recusava-se a autorizar quaisquer cópias que fossem. Mas havia uma falha na segurança da fundação, como Stroilov explicou para mim. Quando havia algo de errado com os computadores, como frequentemente ocorria, ele conseguia ver o responsável pela área de informática digitar a senha que dava acesso à rede da fundação. Lentamente e em segredo, Stroilov copiou o arquivo e o enviou para locais seguros em várias partes do mundo..

Na primeira vez em que ouvi falar dos documentos de Stroilov, perguntei-me se não seriam falsificações. Mas em 2006, tendo avaliado os documentos com a cooperação de proeminentes dissidentes soviéticos e espiões da época da Guerra Fria, alguns juízes britânicos concluíram que podia-se acreditar em Stroilov e deram aval a seu pedido de asilo político. Desde então a própria Fundação Gorbatchev reconhece a autenticidade dos documentos.

A história de Bukovsky é semelhante. Em 1992, o governo do presidente Boris Yeltsin o convidou para testemunhar na Corte Constitucional da Rússia, em um caso envolvendo a a constitucionalidade do Partido Comunista. O Arquivo do Estado Russo concedeu a Bukovsky acesso a seus documentos, para ele preparar seu testemunho. Usando um scanner manual, ele copiou milhares de documentos e os contrabandeou para o Ocidente.

O Estado Russo não pode processar Stroilov nem Bukovsky por quebra de direitos autorais, já que o material foi produzido pelo Partido Comunista e pela União Soviética, nenhum dos quais existe mais. Entretanto, se tivesse permanecido na Rússia, Stroilov acredita que poderia ter sido assediado judicialmente por revelar segredos de estado ou por traição. O historiador militar Igor Sutyagin está agora cumprindo 15 anos de prisão em um campo de trabalhos forçados pelo crime de coletar recortes de jornal e outros materiais de fontes abertas e mandá-los para uma empresa de consultoria britânica. O perigo que Stroilov e Bukovsky enfrentaram foi real e sério eles supuseram - ao menos é o que se imagina - que o mundo daria atenção àquilo pelo qual eles tinham arriscado tanto para conseguir.

Stroilov afirma que seus documentos "contam uma história completamente diferente sobre o fim da Guerra Fria. A visão 'geralmente aceita' da história daquele período consiste quase que inteiramente em mitos. Estes documentos são capazes de destruir cada um destes mitos." Será? Eu não saberia dizer. Eu não leio russo. Dos documentos de Stroilov, eu só vi os poucos que foram traduzidos para o inglês. Certamente, eles não devem ser tomados por seu valor de face eles foram, afinal de contas, escitos por comunistas. Mas a possibilidade de que Stroilov esteja correto certamente deveria causar grande curiosidade.

Os documentos, por exemplo, apresentam uma imagem muito mais sombria de Gorbachev do que a que se criou dele. Em um documento, ele ri com o Politburo da derrubada do vôo 007 da Korean Airlines pela URSS, em 1983 - um crime não só monstruoso, mas que pôs o mundo muito perto de um Armagedon nuclear. Estes minutos de uma entrevista com no Politburo, em 4 de outubro de 1989, são igualmente perturbadores:

Lukyanov informa que o número verdadeiro de vítimas na Praça da Paz Celestial foi de 3 000 pessoas.

Gorbachev: Temos que ser realistas. Eles, com nós, precisam se defender. Três mil... E daí?

E uma transcrição de uma conversa de Gorbachev com Hans-Jochen, líder do Partido Social-Democrata da Alemanha Ocidental, mostra Gorbachev defendendo as tropas russas no massacre de manifestantes pacíficos em Tiblisi, em 9 de abril de 1989.

Os documentos de Stroilov também contêm transcrições das discussões de Gorbachev com muitos líderes do Oriente Médio. Elas sugerem interessantes ligações entre a política soviética e tendências atuais da política externa russa. Eis aqui um trecho de uma conversa que está registrada como tendo ocorrido com o presidente sírio Hafez al-Assad, em 28 de abril de 1990:

H. ASSAD. Para pôr pressão sobre Israel, Bagdá teria que se aproximar de Damasco, porque o Iraque não tem fronteiras comuns com Israel...

M. S. GORBACHEV. Eu também acho...

H. ASSAD. A postura de Israel é diferente, porque a própria religião judaica afirma: a terra de Israel se expande do Nilo ao Eufrates e o seu retorno é uma predestinação divina.

M. S. GORBACHEV. Mas isto é racismo, cobinado com Messianismo!

H. ASSAD. Este é o tipo mais perigoso de racismo.

Não é preciso ser um sonhador para se perguntar se estas discussões podem ser relevantes para nossa compreensão da atual política Russa para uma região de permanente importância estratégica.

Há outros aspectos sob os quais a história que os documentos de Stroilov e Bukovsky contam não acabou. Eles sugerem, por exemplo, que os arquitetos do projeto da integração européia, bem como muitos dos líderes de alto escalão da União Européia, estavam inquietantemente próximos da URSS. Isto levanta questões importantes sobre a natureza da Europa atual - questões que podem ser colocadas, quando os americanos consideram a Europa como um modelo de política social ou quando eles buscam a cooperação diplomática européia em assuntos centrais de segurança nacional.

De acordo com os relatos de Zagladin, por exemplo, Kenneth Coates, que de 1989 a 1998 foi um representante britânico no Parlamento Europeu, procurou Zagladin em 9 de janeiro de 1990 para discutir que constituia uma verdadeira fusão gradual do Parlamento Europeu com o Soviet Supremo. Coates, diz Zagladin, explicou que "a criação de uma infraestrutura de cooperação entre os dois parlamento(s) ajudaria a isolar os direitistas no Parlamento Europeu (e na Europa), aqueles que estão interessados na queda da URSS." Coates trabalhou como presidente do Subcomitê de Direitos Humanos do Parlamento Eropeu, de 1992 a 1994. Como é que a Europa pode ter recebido conselhos de um homem que aparentemente desejava "isolar" os interessados na queda da URSS e procurou extender a influência soviética sobre a Europa?

Ou considere um relato sobre Francisco Fernández Ordóñez, que liderou a integração da Espanha à Comunidade Européia, enquanto era ministro do exterior. Em março de 1989, de acordo com estes documentos, ele explicou a Gorbachev que "o sucesso da perestroika significa só uma coisa — o sucesso da revolução socialista em condições atuais." Dezoito meses depois, Ordóñez disse a Gorbachev: "Eu sinto um nojo intelectual quando eu tenho que ler, por exemplo, trechos de documentos do ‘G7’ em que os problemas da democracia, da liberdade da personalidade humana e a ideologia da economia de mercado são colocados no mesmo nível. Como socialista, eu não posso aceitar umaa tal equação." O mais chocante talvez seja que a imprensa da Europa Oriental relatou que os documentos de Stroilov sugerem que [o presisente socialista francês] François Mitterran fez manobras juntamente com Gorbachev para assegurar que a Alemanha se unificaria como uma entidade socialista e neutra, sob um condomínio Franco-Soviético.

Os registros de Zagladin também observam que o ex-líder do Partido Trabalhista Britânico, Neil Kinnock, contatou Gorbachev - sem autorização, enquanto era líder da oposição - através de um emissário secreto, para discutir a possibilidade de freiar o programa Trident de mísseis nucleares do Reino Unido. O registro do encontro de alguns minutos entre Gorbachev e o emissário, o deputado Stuart Holland, é o seguinte:

Na opinião [de Holland], a União Soviética deveria estar muito interessada na liquidação dos 'Tridents', porque, além de outras coisas, o Ocidente - quer dizer, os Estados Unidos, a Grã-Bretanha e a França - teriam uma séria vantagemsobre a União Soviética, depois que o tratado START estivesse completo. Será preciso eliminar esta vantagem... Ao mesmo tempo, Holland observou que, é claro, nós pedemos pensar seriamente sobre a realização desta idéia se o Partido Trabalhista chegar ao poder. Ele disse que Thatcher... nunca concordaria com nenhuma redução do armamento nuclear.

Kinnock foi vice-presidente da Comissão Européia de 1999 a 2004 e sua esposa, Glenys, agora é a ministra da Grã-Bretanha para a Europa. Gerald Batten, membro do Partido da Independência do Reino Unido, comentou sobre a relevância do episódio: “Se o relato passado ao Sr.. Gorbachev for verdadeiro, isto significa que Lord Kinnock procurou um dos inimigos da Grã-Bretanha a fim de buscar aprovação em relação à política de defesa de seu pertido e, se ele tivesse sido eleito, da política de defesa da Grã-Bretanha," disse Batten ao Parlamento Europeu, em 1999. "Se este relato for verdadeiro, então Lord Kinnock seria culpado de traição."

Um caso semelhante é o da Baronesa Catherine Ashton, que agora é ministra do exterior da União Européia e foi tesoureira da Campanha da Grã-Bretanha pelo Desarmamento Nuclear entre 1980 e 1982. Os documentos oferecem provas de que esta organização recebeu "fundos não-identificados" da União Soviética durante os anos 80. Os documentos de Stroilov também sugerem que o governo do atual comissário espanhol da União Eruopéia para assuntos monetários, Joaquín Almunia, apoiou entusiasticamente o projeto soviético de unificar a Europa e a Alemanha em um "lar comum europeu" socialista e se opôs fortemente à independência dos estados bálticos e da Ucrânia.

Talvez você não se surpreenda ao ler que proeminentes políticos europeus tinham estas opiniões. Mas por que isto? É impossível imaginar que figuras que tivessem tido ligações tão estreitas com o Partido Nazista - ou que seja com a Ku Klux Klan ou com o regime do apartheid Sul-Afrinca — estariam nas posições mais elevadas na Europa de hoje. As regras são diferentes, aparentemente, para os companheiros de viagem comuninstas. "Nós temos hoje um partido socialista não-eleito administrando a Europa", Stroilov me disse. "Aposto que nem a KGB consegue acreditar."

E o que dizer da descrição de Zagladin de suas transações com nosso próprio vice-presidente atual em 1979?

De forma não-oficial, (o senador Joseph) Biden e o (senador Richard) Lugar diseram que, no final das contas, eles não estavam muito preocupados em resolver os problemas deste ou daquele cidadão tanto quanto estavam em mostrar ao público americano que eles de fato se importam com os "direitos humanos."... Em outras palavras, os interlocutores admitiram diretamente que o que está acontecendo é uma espécie de espetáculo, que eles não se importam em absoluto com o destino da maioria dos assim chamados dissidentes.

Espantosamente, o mundo mostrou muito pouco interesse pelos arquivos soviéticos, que ninguém leu. Este parágrafo sobre Biden é um bom exemplo. Stroilov e Bukovsky foram co-autores de um artigo sobre ele na revista online FrontPage de 10 de outubro de 2008 passou despercebido. Os americanos consideraram o episódio tão desinteressante nem os oponentes políticos de Biden tenteram transformá-lo em capital político. Imagine, se puder, o que deve ser ter passado os melhores anos de sua vida em um hospital psiquiátrico soviético só para depois saber que Joe Biden agora é vice-presidente dos Estados Unidos e que todo mundo está se lixando.

O livro de Bukovsky sobre a história que estes documentos contam, Jugement à Moscou, foi publicado em francês, russo e umas poucas outras línguas eslavas, mas não em inglês. A Random House comprou o manuscrito e nas palavras de Bukovsky, tentou "me obrigar a reescrever o livro inteiro a partir da perspectiva política esquerdista liberal." Bukovsky respondeu que "devido a certas peculiaridades de minha biografia, eu sou alérgico à censura política." O contrato foi cancelado, o livro nunca foi publicado em inglês e nenhum outro editor mostrou interesse nele. Ninguém tampouco quis publicar UERSS, um panfleto de Stroilov e Bukovsky sobre as raízes soviéticas da integração européia. Em 2004, um minúsculo editor britânico publicou uma versão abreviada do panfleto e ele, também, passou despercebido.

Stroilov tem uma longa lista de queixas sobre jornalistas que inicialmente mostraram interesse nos documentos, apenas para dizer a ele depois que os editores tinham declarado que a história era insignificante. Às vésperas da visita de Gorbachev à Alemanha para a celebração dos 20 anos da queda do Muro de Berlim, diz Stroilov, ele ofereceu à imprensa alemã os documentos que mostravam Gorbachev de pouco lisonjeira. Ninguém quis. Na França, notícias sobre os documentos mostrando Miterrand e Gorbachev para transformar a Alemanha em um estado cliente socialista motivaram alguns rumores de curiosidade e nada mais. A vasta coleção de Bukovsky sobre o patrocínio soviético do terrorismo, palestino ou não, em sua ampla maioria ainda não foi publicado. Stroilov diz que ele e Bukovsky procuraram Jonathan Brent, da Yale University Press, que possui um importante projeto ediorial sobre a história da Guerra Fria. Ele afirma que a princípio Brent ficou entusiasmado e pediu a ele que escrevesse um livro, baseado nos documentos, sobre a primeira Guerra do Golfo. Stroilov diz que escreveu os seis primeiros capítulos, despachou eles e nunca mais teve notícias de Brent, a pesar de lhe mandar e-mail em cima de e-mail. "Eu só posso especular a respeito do que tanto o apavorou naquele livro," Stroilov me diz.

Eu também perguntei a Brent e não recebi resposta. Isto não quer dizer nada as pessoas são ocupadas. Eu estou menos inclinado a acreditar em tentativas complexas de suprimir a verdade do que a crer em indiferença e em preocupações com outras coisas. Stroilov vê nestes eventos "um tipo de tabu, o vago princípio de que no sistema é melhor deixar deitados os cachorros adormecidos, não jogar pedras em um telhado de vidro e não falar de corda em casa de enforcado." Eu suspeito que seja algo ainda mais perturbador: ninguém liga mesmo.

“Eu sei que vai chegar o momento," diz Stroilov, "em que o mundo vai ter que olhar estes documentos com muito cuidado. Simplesmente não podemos escapar disto. Não podemos seguir adiante enquanto não encararmos o que aconteceu no século 20. Mesmo agora, não importa o quanto tentemos ignorar a história, todas estas questões volta e meia retornam.."

As questões volta e meia retornam, é verdade, mas poucos se lembram que eles já foram questionados e poucos se lembram como era a resposta. Ninguém fala muito sobre as vítimas do comunismo. Ninguém constrói memoriais às multidões assassinadas pelo Estado Soviético. (Em seu livro amplamente ignorado, A Century of Violence in Soviet Russia [Um século de violência na Rússia soviética], Alexander Yakovlev, o arquiteto da perestroika sob Gorbachev, coloca o número entre 30 e 35 milhões.)

De fato, muitos subscrevem os princípios essenciais da ideologia comunista. Políticos, acadêmicos, estudantes, até o taxista ocasional que é auto-didata ainda se opõe à propriedade privada. Muitos continuam encantados com as idéias de planejamento econômico central. Stálin, de acordo com as pesquisas de opinião, é uma das figuras históricas mais populares na Rússia. Um número nada desprezível de jovens em Istambul, onde eu vivo, se descreve orgulhosamente como comunista eu conheci pessoas assim no mundo inteiro, de Seattle a Calcutá.

Nós insistimos acertadamente na total desnazificação nós denunciamos violentamente os que agora tentam reviver a ideologia dos nazistas. Mas o mundo demonstra um perigoso fracasso em reconhecer a história monstruosa do comunismo. Estes documentos deveriam ser traduzidos. Eles deveriam ser recolhidos a uma biblioteca e cuidadosamente avaliados por estudiosos. Sobretudo, eles deveriam ser bem conhecidos por um público que parece ter se esquecido do que foi a União Soviética. Se eles contêm o que Stroilov e Bukovsky dizem - e todas as evidências sugerem que sim -, esta é a obrigação de qualquer um que se importe um mínimo com a hisória, a política externa e os muitos e muitos milhões de mortos.

Claire Berlinski, uma das editoras do City Journal, é uma jornalista americana que vive em Istambul. Ela é autora de : There Is No Alternative: Why Margaret Thatcher Matters [Não há escolha: porque Margareth Thatcher é importante]. Artigo Publicado no City Journal, Original: A Hidden History of Evil - Why doesn’t anyone care about the unread Soviet archives?. Tradução e links*: Dextra

http://www.heitordepaola.com/imprimir_materia.asp?id_materia=2313

****

CANAL HISTÓRIA HERÓICA - ARQUIVOS DA KGB
https://www.youtube.com/channel/UCiZoxp05rBA9wdBT2Gelzkg

Da Rússia, com terror - Jamie Glazov
http://www.midiasemmascara.org/artigos/movimento-revolucionario/14427-da-russia-com-terror.html

A ILUSÃO SUSTENTA O COMUNISMO
http://conspiratio3.blogspot.com.br/2016/01/a-ilusao-sustenta-o-comunismo.html

MIN. BARROSO DO STF BARROU O IMPEACHMENT COM MENTIRA E AGORA SE DEFENDE COM MENTIRA - FELIPE MOURA BRASIL, CARLOS NEWTON




FRAUDE NO SUPREMO: BARROSO SE DEFENDE, MAS CONTINUA MENTINDO
http://www.puggina.org/artigo/outrosAutores/fraude-no-supremo-barroso-se-defende-mas-cont/5624

(Publicado originalmente na tribunadainternet.com.br)
Autor do voto que foi seguido pela maioria dos integrantes do Supremo Tribunal Federal, o ministro Luís Roberto Barroso enfim deu entrevista (somente ao Valor Econômico), para se defender das acusações que políticos e a mídia têm feito de sua postura no julgamento das liminares sobre o rito do impeachment da presidente Dilma Rousseff. Segundo ele, o entendimento da corte 'não mudou uma linha sequer' do processo contra o ex-presidente Fernando Collor de Melo.

"Nós seguimos de ponta a ponta o rito do caso Collor. De modo que a reação de que o Supremo interveio é simplesmente não factual. O voto do relator originário [o ministro Edson Fachin] é que mudava muito o que foi feito no impeachment de Collor. Seguimos o caso Collor da primeira à ultima linha, sem nenhum desvio. Agora o país está dividido, as paixões estão mais exacerbadas e com mais razão nós temos que seguir a jurisprudência e os ritos que já foram adotados, sem mudar nada. É o que nos liberta", afirmou Barroso ao Valor Econômico.


CHAPA AVULSA E VOTO SECRETO

O ministro tentou explicar por que o Supremo derrubou a comissão especial criada na Câmara para analisar o impeachment, a partir de chapa avulsa prevista no Regimento. Disse ele:
"O regimento da Câmara é expresso. Juridicamente funciona assim: o artigo 58, parágrafo 1º da Constituição diz que as comissões permanentes e temporárias serão constituídas na forma do regimento interno. E vem o regimento interno e prevê, de modo expresso, no artigo 33, parágrafo primeiro, que as comissões temporárias são compostas por membros indicados pelos líderes. Textual. A Constituição de 88 diz que é o regimento interno que cuida; o regimento interno diz que são os líderes que indicam".


"O voto para eleição da comissão especial tem que ser aberto, como foi no caso Collor, e indicação dos líderes [para integrar a comissão especial], como foi no caso Collor. Então nós seguimos de ponta a ponta o rito do caso Collor. De modo que a reação de que o Supremo interveio é simplesmente não factual. O voto do relator originário [o ministro do STF Edson Fachin] é que mudava muito o que foi feito no impeachment de Collor", acrescentou Barroso.


ENTENDA AS MENTIRAS DE BARROSO

Para se defender, o ministro Luís Roberto Barroso arranjou uma entrevista tipo vôlei, em que o jornalista apenas levanta a bola para o entrevistado cortar, sem fazer a ele as perguntas mais pertinentes e embaraçosas.
O fato é que Barroso, no julgamento, mentiu nas argumentações de seu voto, conduzindo a erro outros ministros, e agora continua faltando com a verdade ao tentar se defender. Na questão da Comissão Especial, por exemplo, ele adota a tese de que o regimento da Câmara tem de ser obedecido, como determina a Constituição, e por isso os membros da Comissão teriam de ser indicados pelos líderes dos partidos.
Ou seja, citou o Regimento pela metade, esquecido de que, na Câmara, em nome da democracia, não há eleição de chapa única, nem mesmo para escolher o presidente da Casa. Ao contrário, o Regimento determina que pode haver chapa avulsa em qualquer eleição, o que inclui a Comissão Especial do Impeachment. Mas Barroso esqueceu esta parte do Regimento, assim como também esqueceu que a chapa avulsa foi formada pelos líderes dos blocos partidários, que têm mais representatividade do que os líderes dos partidos.


VOTO SECRETO

  Neste caso da chapa avulsa, a manipulação do raciocínio de Barroso foi até amena, ao citar apenas as partes do Regimento que lhe interessavam. Mas no caso do voto secreto, por exemplo, ele teve de pegar pesado. Não existe justificativa para seu voto, porque o Regimento determina que toda eleição seja por voto secreto, justamente para evitar pressões indevidas do Executivo, como está ocorrendo agora.


E o que fez Barroso na entrevista-vôlei? Simplesmente, abordou o importante assunto "en passant", dizendo apenas: "O voto para eleição da comissão especial tem que ser aberto, como foi no caso Collor, e indicação dos líderes [para integrar a comissão especial], como foi no caso Collor", disse Barroso, acrescentando: "O voto do relator originário é que mudava muito o que foi feito no impeachment de Collor", insistiu Barroso em culpar Fachin.

Como se vê, para defender seu voto abjeto, Barroso não tem dúvida em criticar o ministro Edson Fachin, que simplesmente votou na forma da lei e não tentou mudar nada no Regimento da Câmara.
E acontece que Barroso mentiu de novo, porque a eleição da Comissão Especial que cassou Collor não foi pelo voto aberto. Na ocasião, não houve interesse em formar chapa avulsa, o voto foi por aclamação. Quer dizer, Barroso falseou a verdade, mais uma vez.


REPÓRTER DISTRAÍDO

Na entrevista-vôlei, o repórter do Valor esqueceu de perguntar por que Barroso omitiu no julgamento a expressão "e nas demais eleições", mudando todo o sentido do Regimento da Câmara. Não perguntou também por que Barroso, que tanto diz conhecer o Regimento da Câmara, não se importou de se equivocar no julgamento ao afirmar, peremptoriamente: - "Considero, portanto, que o voto secreto foi instituído por uma deliberação unipessoal e discricionária do presidente da Câmara no meio do jogo".


 Aliás, foi esta frase vigorosa que convenceu outros ministros a acompanharem o ardiloso voto de Barroso, levando o Supremo a cometer um brutal erro judiciário, numa causa importantíssima que o ilustre ministro considera apenas um "jogo".


 ***


BARROSO SE DEFENDE, MAS NÃO CONVENCE
http://www.oantagonista.com/posts/barroso-nao-convence

Lewandowski confirma que STF legislou para favorecer Dilma
https://youtu.be/xoYt5rkAaSQ


VÍDEOS ORIGINAIS
Voto de Barroso é uma fraude!
https://youtu.be/24-HRS4RiYs
http://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil/cultura/stf-invalida-a-lingua-portuguesa/


Ministro do STF omite trecho de regimento interno para favorecer o PT
https://youtu.be/-wXbP50yRS0


OPINIÃO DO GENERAL
http://conspiratio3.blogspot.com.br/2015/12/general-pimentel-critica-o-julgamento-e.html


STF, uma Corte bolivariana - Marco Villa - 21/12/2015
https://youtu.be/Ce-jc0weE7E

Por que os outros ministros não levantaram o cartão vermelho para Barroso?
http://www.oantagonista.com/posts/o-stf-e-uma-esculhambacao-revestida-de-trololó


JULGAMENTO INCONSTITUCIONAL PELO STF -
https://youtu.be/qTRMXQOaxSE


FUNDAMENTO PARA O IMPEACHMENT
https://youtu.be/2yaSHmzp9tc


Lewandowski, vamos repetir a pergunta
http://www.oantagonista.com/posts/lewandowski-vamos-repetir-a-pergunta


COMUNISMO É UM ESQUEMA DE PODER  - OLAVO DE CARVALHO, CARLOS ALELUIA
https://youtu.be/8qaBUuKjcCE


STF DEU UM GOLPE NO IMPEACHMENT, NO LEGISLATIVO E NA CONSTITUIÇÃO - PAULO MARTINS, JOICE HASSELMANN
https://youtu.be/CfTEsPQj4Wg


Carlos Aleluia sobre o aparelhamento do STF
https://youtu.be/nD7tUo2GgK4


Carlos Sampaio participa de debate sobre impeachment no programa Roda Viva - 14/12/2015
https://youtu.be/fF7C2Fd4N2A


Ministro do STF Barroso omite trecho do Regimento Interno em voto contra eleição secreta.
https://youtu.be/GjhJ7ocWHwE


STF LEGISLANDO CONTRA O IMPEACHMENT
https://youtu.be/j2EsIIGw4aM


IMPEACHMENT - RABOS PRESOS NÃO VOTAM CONTRA O GOVERNO, OU A FAVOR DO PAÍS
https://youtu.be/hNe__bEfHgU
*
MINISTROS DO STF SUBMISSOS À DILMA - LEUDO COSTA
https://youtu.be/SIiaMCJeKrI
*
Segundo a revista, Dilma Rousseff mandou dizer:
“Eu tenho cinco ministros do Supremo”.
http://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil/cultura/dilma-oferece-5-ministros-do-stf-a-cunha-em-troca-de-barrar-impeachment-este-blog-antecipou-ha-40-dias/

*
Operação Cala-Boca
http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/operacao-cala-boca/
*
Marco Aurélio Mello já não consegue disfarçar de que lado está.
http://www.oantagonista.com/posts/de-primo-de-collor-a-dilmista
*
URGENTE: o ativismo judicial do STF
http://sensoincomum.org/2015/12/17/urgente-ativismo-judicial-do-stf/
*
A obrigação da revolta
https://youtu.be/v2J3k51roDI
Guerra de bandidos
https://youtu.be/uvIo1DGGuPg
*
JANOT E A OPERAÇÃO FICA DILMA
http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/janot-a-vovo-mafalda-de-dilma-nao-brinca-em-servico-temer-esta-com-a-cabeca-a-premio/
*
DELCIDIO CITA FACHIN EM GRAVAÇÃO
https://youtu.be/OrtlwAhcsx0
"Gravação do Delcídio, preso: "O Fachin é o Ministro que mais ajuda os presos da Lava-jato"."
https://www.facebook.com/lruschel/posts/10204435479081615
*
FACHIN  NÃO FOI ELEITO PARA FAZER LEIS E INVADIR A COMPETÊNCIA DO LEGISLATIVO - REINALDO AZEVEDO
https://youtu.be/gDQft9VQMTc
*
PROMISCUIDADE ENTRE PODERES IMPEDE COMBATE À CORRUPÇÃO.- NILSON LEITÃO
https://youtu.be/q3rvQZuSVIM
*
POR QUE A PRESIDENTE PODE NOMEAR JUÍZES DO STF?
https://youtu.be/VmaVd9gFPdQ
*
JUÍZES DE TOGA VERMELHA
https://youtu.be/_bDPmBFNj0w
*
 Ministro Gilmar Mendes
https://youtu.be/-dtScbIjZbg
*
LUÍS "MATA TUDO" FACHIN
http://lucianoayan.com/2015/12/09/o-estilao-de-luis-mata-tudo-fachin/
http://www.implicante.org/blog/fachin-foi-mencionado-em-gravacao-do-lider-de-dilma-preso-pela-pf-esse-resolve-tudo-esse-mata-tudo/
*
Ativismo judicial do STF atenta contra a democracia
https://youtu.be/fHtO1SmV2FU
*
STF Chapa Branca
http://www.alertatotal.net/2015/12/supremo-chapa-branca.html
*
O presidente do STF foi indicado pelo parceiro de Bumlai
http://ataqueaberto.blogspot.com.br/2015/12/o-presidente-do-stf-foi-indicado-pelo.html
*
ATAQUE DO STF AO IMPEACHMENT - JOICE HASSELMANN
https://youtu.be/UMt9k6wg2lk
*
RODRIGO JANOT, DIAS TOFFOLI, CARDOZO, FACHIN - FALÊNCIA DAS INSTITUIÇÕES - MATHEUS FARIA
https://youtu.be/e8XADyHsBGI
*
LAVA JATO SE APROXIMAVA DA TRAMA DE LULA POUCO ANTES DE SER FATIADA PELO STF
https://youtu.be/X42ccZ351rA
*
A ESTRANHA AGENDA DE CARDOZO DIA 8
http://www.oantagonista.com/posts/os-movimentos-de-cardozo
*
COMUNOCINISMO - A ESQUERDA CONTINUA A VIGARISTA DE SEMPRE - REINALDO AZEVEDO
http://conspiratio3.blogspot.com.br/2015/12/comunocinismo-esquerda-continua.html
*
O QUE O PT NÃO CORROMPEU? -  SISTEMA S,  CARF, ZELOTES - JOICE HASSELMANN, ATAÍDES OLIVEIRA
https://youtu.be/MKRSIc_oCYw
*
A CADA DIA FICA MAIS CLARA A NATUREZA CRIMINOSA DO GOVERNO - LEANDRO RUSCHEL
https://youtu.be/Sog7Fx2Vqc0

*
A VERDADE SOBRE A CORRUPÇÃO NO BRASIL - MODESTO CARVALHOSA
https://youtu.be/e2RDAQzFx9E
https://youtu.be/SKFli4UENU8
*
LAVA JATO FATIADA PELO STF - JOICE HASSELMANN E OUTROS
https://youtu.be/tB2L1dEgWIE
*
GOLPE JUDICIAL NA VENEZUELA
http://aluizioamorim.blogspot.com.br/2015/12/urgente-golpe-comunista-na-venezuela.html
https://youtu.be/Z--UpyDE34A

Suprema corte venezuelana impede posse de três deputados opositores
 http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2015/12/1724675-suprema-corte-venezuelana-impede-posse-de-tres-deputados-opositores.shtml
  

IMPEACHMENT - STF BOLIVARIANO QUER MANTER OS PREDADORES NO PODER - O ANTAGONISTA
https://youtu.be/f9YNB_LrHjo

DILMA RENOVA CONTRATO COM PAI DO MINISTRO BARROSO
http://cristalvox.com.br/2016/01/03/extra-extra-dilma-renova-contrato-com-pai-do-ministro-barroso/

MENTIRAS E INCOERÊNCIAS DE DILMA
 http://blogs.oglobo.globo.com/miriam-leitao/post/os-antecedentes.html  

Grupo retira grade de proteção do STF

.



IMPEACHMENT - BARROSO SE DEFENDE COM MAIS MENTIRAS
http://www.puggina.org/artigo/outrosAutores/fraude-no-supremo-barroso-se-defende-mas-cont/5624

ÍNTEGRA DO ENGAVETAMENTO DO IMPEACHMENT DE DILMA NO STF parte 1

.



IMPEACHMENT - BARROSO SE DEFENDE COM MAIS MENTIRAS
http://www.puggina.org/artigo/outrosAutores/fraude-no-supremo-barroso-se-defende-mas-cont/5624

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

A IMPRENSA AMESTRADA E O OGRO PILANTRÓPICO CHAMADO LULA


LULA O OGRO PILANTRÓPICO
Por Ipojuca Pontes

O ogro é uma figura mitológica voraz e insaciável, cuja particularidade é devorar tudo e a todos. A palavra ogro vem do latim, orcus, que significa inferno. Filantrópico vem de filantropia, o ato de se fazer caridade, ajudar o próximo sem desejar nada em troca. O vosso Dr. Lula, devoto da luta de classes, não é propriamente um filantropo, mas, sim, como sabido, um pilantra ambulante, tipo refinado na arte de passar a perna na patuleia ignara (o que vem fazendo, sem pudor, há mais de três décadas). Por oportuno, vamos tratar de algumas facetas deste assombroso personagem. 

Antes de mais nada convém anotar que o ogro do ABC não seria mais que fenômeno passageiro caso não fosse incensado pela mídia amestrada, dia e noite, desde que pintou no pedaço. Diga-se, de passagem, que a imprensa cabocla, totalmente dominada pelo ativismo esquerdista, encampa, por tradição, todo tipo de fanático ou picareta capaz de entoar a cantilena comunista (seja leninista ou gramsciana). 

No histórico, essa gente nunca vacilou em alardear a “liderança carismática” do ogro do pilantrópico, logo reconhecido como um “quadro genuíno” a ser cooptado a todo custo. Além de astuto, ambicioso e ignorante, o operário relâmpago seria capaz, segundo o comparsa Leonel Brizola, de “pisar o pescoço da própria mãe para chegar ao poder”. 

A figura foi um achado para as hordas comunistas, aparentemente esfaceladas pelos milicos. Cevado nos antros da teologia da libertação e da “intelectuária orgânica” da USP. o títere de pronto foi enviado para a Alemanha Oriental, onde recebeu tratamento de choque em cursilhos ministrados pela ortodoxia da STASI. No regresso, mostrou-se afiado no vociferar da decoreba vermelha. Daí a fundar um partido “hegemônico” e chegar ao poder, “pisando o pescoço da própria mãe”, foi um passo. Em seguida, para mantê-lo, o ogro “fez o diabo” e armou com mão de ferro o Estado Socialista do PT, hoje considerado o mais corrupto do mundo, embora atravesse fase agônica. 

O exemplo de como a imprensa amestrada venera ídolos de pés de lama verificou-se quando o puxa-saco Roberto D’Ávila, outro membro da patota, entrevistou o companheiro Lula na Globo News, uma emissora a serviço da desinformação. Nela, o ogro pilantrópico, no momento às voltas com inúmeras denúncias da operação Lava-jato, mentiu adoidado, distorcendo os fatos mais notórios ao sabor da sua completa amoralidade. Diante das câmeras, com irrefreável lógica de botequim, o ogro atropelou como quis o falso entrevistador que, de resto, manteve-se fiel ao hábito de “levantar a bola” para o arremate dos companheiros de viagem. 

Lula vociferou tal qual a figura do fingidor histérico, tipificado na patologia como o doente que diz uma coisa que sabe que é mentira e a sustenta, publicamente, na maior cara de pau. (Escondido no bunker do Instituto Lula, onde armou a entrevista-farsa, o ogro mentiu desvairado, o quanto pôde, para eventuais telespectadores, sempre rodeado pelos cupinchas da CUT, UNE e MST, claque cativa e bem remunerada. Em determinado instante, Lula, um sujeito rico com milhões de reais investidos em especulações financeiras, chefe de família dona de 17 empresas capitalistas, garantiu que ninguém apareceu quando era presidente para lhe oferecer sequer “uma pêra”. Em ato falho, porém, sofismou em defesa própria: no Brasil, “… aquele cara que parece um santo, na verdade é um bandido. O que parece bandido é um santo”. É preciso mais? 

Na dura realidade, no País conflagrado pelo socialismo petista, as chamadas instituições oficiais afundam na desídia e na dissolução, o desemprego ultrapassa a casa dos 10%, a inflação galopa em dois dígitos, o PIB desaba, o descrédito externo avança e a dengue, a zika e a chikungunya massacram a população carente. Numa reação previsível, a maioria indignada, mesmo descrente, manifesta nas ruas sua repulsa contra o governo corrupto ostentando o boneco ladravaz de Lula, símbolo da miséria física e moral que estigmatiza a nação. 

Enquanto isso, nos palácios de Brasília, a caricata Dilma Rousseff, factotum de Lula, se aferra ao poder contra a vontade de 84% da população. Com o governo falido pelo roubo público, ela informa que o País atravessa crise passageira e promete mundos e fundos, inaugurando obras inexistentes em viagens dispendiosas nas quais se vende como vítima de golpes tramados pelos adversários políticos.

Quer dizer: estamos ferrados.

(*) Ipojuca Pontes, ex-secretário nacional da Cultura, é cineasta, destacado documentarista do cinema nacional, jornalista, escritor, cronista e um dos grandes pensadores brasileiros de todos os tempos.

apoio_04


Alta traição
Ipojuca Pontes

Em razão de discurso pronunciado em 02/07/2005 (reproduzido no site oficial do governo, posto em evidência pelo filósofo Olavo de Carvalho na denúncia “Lula, Réu Confesso”), no qual se vangloria de atuar abertamente para transformar a democracia representativa vigente em “democracia popular”, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, se ainda houver no Brasil empenho na defesa das liberdades, pode vir a ser julgado por ato de alta traição.
No discurso, feito na celebração dos 15 anos de existência do Foro de São Paulo, Lula confessa ter assumido em Havana, durante uma assembléia do Foro de São Paulo, em janeiro de 2003, de forma clandestina para um presidente, a tarefa infame de estabelecer a “consolidação daquilo que começamos em 1990”, que continua sendo, justamente, para os integrantes daquela indigitada entidade “revolucionária”, a inabalável obrigação de “reconstruir na América Latina o que foi perdido no Leste Europeu”, ou seja – o velho totalitarismo vermelho.
http://www.midiasemmascara.org/arquivos/4534-alta-traicao.htm

IPOJUCA PONTES
http://conspiratio3.blogspot.com.br/search/label/IPOJUCA%20PONTES


DILMA USA A ABIN PARA ESPIONAR MICHEL TEMER
http://conspiratio3.blogspot.com.br/2015/12/dilma-usa-abin-para-espionar-michel.html


CENSURA - IMPRENSA DE RABO PRESO - O INÍCIO
http://conspiratio3.blogspot.com.br/2015/11/censura-imprensa-de-rabo-preso-o-inicio.html

AJUDEM A OPERAÇÃO LAVA JATO! O DESMANCHE DA POLÍCIA FEDERAL POR DILMA, A PRÓDIGA



"O Império Contra-Ataca mas os delegados federais avisam: Vamos lavar o Brasil a jato!"
NOVO VÍDEO da Polícia Federal onde mandam um recado ao Governo Dilma. A Polícia Federal precisa ter a sua autonomia investigativa e de gestão.  O corte de verbas em um momento ímpar no combate à corrupção no país, além de ser imoral, chaga a ser criminoso.  É inaceitável que a PF dependa de José Eduardo Cardozo para dar voz às suas reivindicações. Afinal, sabemos que Cardozo, apesar de aparentemente não estar envolvido com o Lava Jato, defende com unhas e dentes esse governo corrupto. E o sucateamento da PF é tudo o que Dilma, Lula querem nesse momento.
https://www.facebook.com/eduardocamposinvestigacao/videos/1709156515992802/?permPage=1

DILMA A PRÓDIGA
"Quando Dilma foi a Paris para o COP21, levou 900 integrantes em sua comitiva. Foram 900!! E foram acomodados em hotéis de luxo.
Tudo pago com os seus impostos, é claro."
https://www.facebook.com/eduardocamposinvestigacao/videos/1707827232792397/?permPage=1
https://youtu.be/3rbr5-GY7Aw
2013
http://www.implicante.org/blog/jornal-espanhol-se-assusta-com-o-quanto-dilma-gasta-dinheiro-do-brasileiro/

"A lerdeza mental da oposição é assustadora. Dilma acabou de pagar as pedaladas agora em dezembro de 2015, ou seja, comprovou que "pedalou" para acobertar a crise, usando dinheiro de bancos em SEU ÚNICO BENEFÍCIO (ou seja, de sua campanha), e, com esse ATO DELIBERADO criou um colapso nas contas brasileiras. E não aproveitam. É repugnante."
https://www.facebook.com/ceticismopolitico/posts/998334390227036?pnref=story
*
JORGE BARBOSA PONTES
https://www.facebook.com/jorge.barbosapontes
MARCELO ITAGIBA
https://www.facebook.com/eulutopelorio/
*
A CADA DIA FICA MAIS CLARA A NATUREZA CRIMINOSA DO GOVERNO - LEANDRO RUSCHEL
https://youtu.be/Sog7Fx2Vqc0
A VERDADE SOBRE A CORRUPÇÃO NO BRASIL - MODESTO CARVALHOSA
https://youtu.be/e2RDAQzFx9E
https://youtu.be/SKFli4UENU8
*
CRIMES DA DILMA
http://conspiratio3.blogspot.com.br/2015/11/por-enquanto-fica-dilma.html
*
LAVA JATO FATIADA PELO STF - JOICE HASSELMANN, REINALDO AZEVEDO, GILMAR MENDES,  LEANDRO RUSCHEL E OUTROS
https://youtu.be/tB2L1dEgWIE
*
LAVA JATO SE APROXIMAVA DA TRAMA DE LULA POUCO ANTES DE SER FATIADA PELO STF
https://youtu.be/X42ccZ351rA

JANOT E A OPERAÇÃO FICA DILMA
http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/janot-a-vovo-mafalda-de-dilma-nao-brinca-em-servico-temer-esta-com-a-cabeca-a-premio/

DELCIDIO CITA FACHIN EM GRAVAÇÃO
https://youtu.be/OrtlwAhcsx0
"Gravação do Delcídio, preso: "O Fachin é o Ministro que mais ajuda os presos da Lava-jato"."
https://www.facebook.com/lruschel/posts/10204435479081615

O Código do Silêncio
http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/o-codigo-do-silencio/

DILMA USA A ABIN PARA ESPIONAR MICHEL TEMER
http://conspiratio3.blogspot.com.br/2015/12/dilma-usa-abin-para-espionar-michel.html
 
 Em Delação Paulo Roberto, ex-diretor da Petrobras, afirma que PT de lula assassinou Celso Daniel
https://youtu.be/wVcuADDvR5g

Enquanto estiver na presidência, Dilma prejudicará o Brasil para se salvar.
https://www.facebook.com/oantagonista/posts/482909951899918
A manobra de Dilma para beneficiar as empreiteiras
http://www.oantagonista.com/posts/a-manobra-de-dilma-para-beneficiar-as-empreiteiras
*

Em Delação Paulo Roberto, ex-diretor da Petrobras, afirma que PT de lula...

Lula o milionário

Navegando na Deep Web #1 (Onion)

O anticristo e o fim do dinheiro no Brasil

.



 http://conspiratio3.blogspot.com.br/2015/12/pt-quer-extinguir-o-dinheiro-em-notas.html

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

PT QUER EXTINGUIR O DINHEIRO EM NOTAS PARA TER MAIS CONTROLE SOBRE VOCÊ - GOVERNO OPACO + POVO TRANSPARENTE = DITADURA



https://youtu.be/bkwNOrtmAZs

*

PT propõe fim do dinheiro em espécie: até que só coma quem obedeça
http://www.midiasemmascara.org/artigos/governo-do-pt/16268-2015-12-28-21-34-19.html


Escrito por David Amato | 28 Dezembro 2015

Projeto de lei do deputado Reginaldo Lopes (PT-MG) é parte de um velho plano globalista que dá ainda mais poder à elite política revolucionária e anticristã.



Daniel Estulin: "O governo sabe que para controlar, vigiar e seguir a pista da população, deve suprimir o dinheiro em espécie."

Como todos já deveriam saber, a turma ligada ao PT está no poder com a missão de acelerar a degradação do País, entregando todos os setores e recursos em baixa para as organizações transnacionais revolucionárias que a sustenta. Ou por qual motivo você acha que gente tão baixa, vil e desqualificada possui as costas tão quentes? Pois é.

Caso seja necessário refrescar a memória do leitor, tanto a Revolução Francesa quanto o Levante Bolchevique - só para citar dois casos -, foram financiados pelas mesmas elites ocultas e famílias dinásticas possuidoras de organizações transnacionais com poder de alcance mundial, e que através de suas bilionárias fundações irradiam dinheiro para uma agenda cultural alegadamente "progressista".

Essa turma não quer só o dinheiro, mas o poder e o controle sobre tudo e todos, de modo a implementar um novo mundo baseado em inspirações ocultas doentias e distorções completas da realidade. Todo o processo se dá por meio dialético e é por isso que a esmagadora maioria da população não compreende a síntese objetivada.

Sendo assim, conforme noticiado pela Rádio Vox (http://goo.gl/BBeilp ), o senhor Reginaldo Lopes (na foto com Lula), deputado federal pelo PT de Minas Gerais, honrando os prestimosos serviços marxistas prestados aos socialistas fabianos, apresentou um projeto de lei que visa extinguir a produção, circulação e uso do dinheiro em espécie, determinando que as transações financeiras se realizem apenas através do sistema digital.

Um projeto que talvez agrade alguns inocentes úteis e entusiastas do Bitcoin, que acreditam piamente que a criptomoeda não seja um teste de menor escala para um fim maior, também conhecido como Teste de Choque.

Abaixo, segue um trecho do livro 'A Verdadeira História do Clube Bilderbeg', de Daniel Stulin. O clube nada mais é do que uma reunião anual que define pautas para pessoas com destaque no mundo, de modo a azeitar as engrenagens de uma das "novas ordens mundiais":

CAPÍTULO 4 Para uma sociedade sem dinheiro em papel-moeda

"(...) Logo, na década de 1960, os globalizadores se deram conta de que o mundo não estava mudando suficientemente rápido para seu gosto e decidiram atuar. Em 1962, Nelson Rockefeller apelou à criação de uma Nova Ordem Mundial: "Os temas da atualidade exigem a gritos uma nova ordem mundial, porque a antiga caiu; uma ordem nova e livre luta por emergir à luz... Antes de que pudéssemos nos dar conta, estabeleceram-se as bases da estrutura federal para um mundo livre."

Se a informação dos capítulos anteriores foi alarmante, o que vem a seguir lhe produzirá um calafrio nas costas, porque nos aproximamos das etapas finais da Escravidão Total.

A sociedade sem dinheiro em papel-moeda não é um "novo" conceito, mas um antigo, recuperado pela elite globalizadora para exercer um controle absoluto sobre todos os indivíduos. Em agosto de 1975, o senador americano Frank Church declarou que "o Governo tem capacidade tecnológica para impor uma "tirania total" no caso de que um ditador tomasse o poder. Não existiria um só lugar para ocultar-se".

O dinheiro em metálico nos garante intimidade e anonimato ou, o que é o mesmo, liberdade. Também nos garante independência.

Todos nós poderíamos conseguir que os bancos do mundo quebrassem apenas tirando simultaneamente o dinheiro que temos depositado neles. O dinheiro em papel-moeda também é sinônimo de descentralização. O governo sabe que para controlar, vigiar e seguir a pista da população deve suprimir o dinheiro em efetivo.

Na década de 1960, segundo meu avô ─ um oficial do Serviço Contra Espionagem da KGB ─, este órgão formulou um plano que consistia na introdução de um cartão de crédito no sistema para assim poder efetuar com facilidade o rastreamento tanto das pessoas, como do dinheiro.

Para sua desgraça, embora felizmente para o resto da população, havia um inconveniente de caráter prático em todo este assunto. Naquela época, as lojas russas, se se caracterizavam por algo, era por sua falta de mercadorias.

Embora cada cidadão russo dispusesse de um sofisticado cartão de crédito, o governo não poderia seguir a pista de ninguém, excetuando um reduzidíssimo grupo de clientes, geralmente aqueles que tinham contatos, aqueles que conheciam alguém em alguma parte e podiam trocar seus bens e favores pelos de seus amigos.

Isto me recorda uma anedota de minha juventude: uma vez, em pleno inverno, meu pai e eu, enquanto retornávamos à casa, depois de esperar duas horas em um supermercado local, encontramo-nos com uns amigos da família.

Antes de partimos, meu pai trocou doze rolos de papel higiênico por um par de sapatos, que eram muito estreitos a seu amigo. Conforme me explicou meu pai mais tarde, as pessoas sempre levavam consigo alguma coisa que lhes resultasse imprestável e que sempre pudessem trocar por algo que pudessem tirar proveito.

Como já assinalei no capítulo 3, o objetivo da Nova Ordem Mundial é erradicar os poderes descentralizados; devem, portanto, suprimir os territórios independentes, que são mais difíceis de controlar, e criar uma comunidade européia dependente, a fim de estabelecer um Governo Mundial Único (autoridade universal, monopólio) que se autoperpetue.

Na década de 1980, o professor B. A. Hodson, diretor do Centro Informático da Universidade de Manitoba, recomendou gravar uma marca identificadora na frente de cada indivíduo. Num primeiro momento, a idéia consistia em tatuar um fluido permanente, não tóxico, sobre a carne humana, que se transluziria, com a ajuda de raios ultravioleta, ou infravermelhos.

Em 20 de setembro de 1973, a capa do Senior Scholastics ─ uma publicação especializada (agora desaparecida), orientada aos centros de ensino médio e superior ─ mostrava um grupo de meninos com números tatuados na fronte e divulgava um artigo de fundo intitulado "Necessidades sociais e direitos privados. Quem te vigia?".

Em tal artigo se especulava o seguinte: "Sem moeda, sem mudança e sem cheques. No programa, a todas as pessoas será atribuído um número, que terão tatuado no pulso ou na fronte.

Deste modo, todos os artigos de bens de consumo marcar-se-ão digitalmente. No ponto de controle, graças a um ordenador situado na saída da loja, captar-se-á o número de artigos selecionados para sua compra, assim como o número da pessoa, e automaticamente o ordenador somará o preço e descontará a importância da conta do cliente."

O Prêmio Nobel de Química de 1954, Linus Pauling, propôs que se tatuasse uma marca nos pés, ou na fronte de todos os jovens, com o código de seu respectivo genótipo.

Em 1974, um professor da universidade pública de Washington, o doutor R. Keith, inventou uma pistola laser que se empregaria para numerar peixes em menos de um segundo. Farrell disse que tal arma também poderia utilizar-se para registrar numericamente às pessoas.

O assessor do Serviço de Inteligência, McAlvany, declarou que "a era do dinheiro em papel moeda está chegando a seu fim e uma nova era com uma sociedade sem dinheiro está amanhecendo.Se os modernos cartões eletrônicos de crédito e débito podem trocar-se por dinheiro em efetivo, então cada transação econômica de sua vida pode ser catalogada e armazenada como uma futura referência e, aqueles com o poder de interromper seu acesso ao dinheiro eletrônico, podem estrangulá-lo no tempo que dura um batimento cardíaco. O potencial do totalitarismo para chantagear e controlar é incrível, mas a maioria das pessoas nem sequer parece dar-se conta".

A trama segue e chega até os microchips, mas para isso recomendo que baixem e leiam o livro, que conta com fontes primárias.

Vale lembrar que a Venezuela, país vizinho afundado em uma ditadura tida como modelo a ser imitado pela base governista brasileira, já aboliu o papel moeda de uma maneira mais arcaica, desvalorizando-o a ponto de certas notas serem usadas até mesmo como guardanapo.

Para agravar a situação, nos caixas de supermercado há leitores biométricos que regulam a quantidade de itens que cada cidadão pode adquirir, o que é um upgrade da clássica livreta cubana de racionamento.

Com tamanha desvalorização e escassez, é sensato afirmar que, na Venezuela, só come quem obedece. E é exatamente esse modelo que será implementado no mundo inteiro, mais cedo do que se imagina, caso continuemos nos comportando como gado.

****

O que eles querem é centralizar as informações e te dar um crédito de acordo com teu comportamento. Se vc não tiver merecimento para eles, vc não tem crédito nem para tomar um copo de água.  Palavras-chave para entender o PT: CONTROLE, DOMINAÇÃO, PODER. Se este governo fosse confiável, talvez engolíssemos a proposta sem notar. Mas é mais um capítulo do esquema GOVERNO OPACO + POVO TRANSPARENTE = DITADURA!

Fim do dinheiro em espécie
https://youtu.be/H1Bh8fP_4_Y
https://www.youtube.com/user/ClickMamilos



REGINALDO LOPES  É O AUTOR DESSA MERDA
http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/prop_mostrarintegra?codteor=1296773&filename=PL+48/2015
Extingui a produção, circulação e uso do dinheiro em espécie, e determina que as transações  financeiras se  realizem apenas
através do sistema digital

PT propõe fim do dinheiro em espécie: até que só coma quem obedeça
http://www.midiasemmascara.org/artigos/governo-do-pt/16268-2015-12-28-21-34-19.html


Uma lei pretende acabar com o uso de papel moeda no brasil
https://youtu.be/o-klyG__ISw


Congresso lança propostas para extinção do papel moeda
https://youtu.be/IgrFblIc02c

https://www.google.com.br/#q=Art.+1%C2%BA+fica+extinto+o+dinheiro+em+esp%C3%A9cie+e+proibida+sua+produ%C3%A7%C3%A3o%2C+circula%C3%A7%C3%A3o+e+seu+uso+em+transa%C3%A7%C3%B5es+financeiras.

NÃO TEM DINHEIRO PARA O VOTO IMPRESSO, MAS TEM PARA TE CONTROLAR - LEVY FIDELIX
https://youtu.be/ukrYr44VPeA


DITADURA - GOVERNO OPACO, POVO TRANSPARENTE - CADASTRO ÚNICO RIC E BIOMETRIA
https://youtu.be/qOJypJVS41I


BIOMETRIA - PARA O PT, CONTROLAR O POVO IMPORTA MAIS QUE FAZER UMA ELEIÇÃO DECENTE
https://youtu.be/58tTbxphIXM


DILMA USA A ABIN PARA ESPIONAR MICHEL TEMER
http://conspiratio3.blogspot.com.br/2015/12/dilma-usa-abin-para-espionar-michel.html


ELEIÇÃO SEM TRANSPARÊNCIA NÃO PODE SER RECONHECIDA - É GOLPE - OLAVO DE CARVALHO
https://youtu.be/TFw4r-3sAw0
.



Inglês fluente em 6 minutos! (CURSO COMPLETO)

Aliens Roubando Água do Nosso Planeta ?

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Che Guevara uma máquina assassina.

Roda Viva | Hélio Bicudo | 24/12/2015

FHC, CHAVEZ E FIDEL




[Direita Real vs PSDB] Para os esquerdistas caviar de meu Brasil, essa foto aqui é para vocês pararem de afirmar que o Sr. FHC é de direita, este tucano nunca foi como tal, muito menos o PSDB, e se a Reforma Liberal (uma medida, sim, direitista) que ele fez o torna de direita, então a China NÃO tem um Partido Comunista no poder, e também foi essa medida, junto com o Plano Real, o que salvou o Brasil da BANCARROTA! Ele não era burro em continuar com as mesmas medidas fracassadas de controlar a economia como seus antecessores! Não fosse isso, duvido que Lula receberia uma economia mais estável ou ao menos tivesse segundo mandato, já que amam a atual política monetária!

E se o Lula e o PT pagaram o FMI, trocou-se essa dívida por uma dívida INTERNA maior e com juros mais ALTOS! Vejam a que nível chegou este ano!

Ignoram que o Tucano distribuía cestas básicas aos cidadãos, coisa que o PT e o LULA foram CONTRA, e "EXPROPRIOU", nas palavras do próprio Hugo Chávez, isso mesmo, muitas terras e as deu a movimentos por reforma agrária, FHC inclusive se gabou que até Fidel Castro ficara surpreso com a velocidade do programa! Este senhor sociólogo da foto inclusive fora detido para Interrogação pela OBAN, por ter aparecido ao lado de um Militar Cubano em uma foto, e em seu governo inclusive emprestou dinheiro à Cuba! Se não acreditam, pesquisem!

Ah, mas ele era junto com Bill Clinton e etc. etc. Vocês já ouviram falar de uma certa crise Imobiliária recente? Pois é, o culpado foi o governo Bill Clinton com seu programa de "facilitação de crédito Imobiliário" e desregulação do mercado, parecido com algo que o PT fez aqui? Sim! E logo, se o FHC é de direita, então o PT também o é, segundo a vossa lógica!

E o Democrata do Bill Clinton ignorou vários avisos dos Republicanos sobre isso, e se o Bush tivesse sucesso em voltar a regular o mercado, acabando com os excessos na economia, duvido que hoje haveria outro Democrata (Obama) no poder, porque a culpa da crise caiu (injustamente) sobre ele. E me corrijam se eu estiver errado!

Última: Se a Veja é "tucanalha", então peço aos desinformados que pesquisem qualquer capa da Veja durante governo FHC!

Então nos poupem desse terrorismo ideológico de vossa turma, que é no mínimo burro ou ignorante, e parem de achar que qualquer guinada ao centro de algum político é ser direitista! Nós direitistas de verdade nunca nos sentimos representados por tais tucanos! Apoiamos sim este ano, mas quem está conosco sabe o porquê! E se for mentira, que venham aqui e me desmascarem!

 https://plus.google.com/b/100880694649579838737/photos/108766391366097557674/albums/6077891688296347105/6077891693060437650?pid=6077891693060437650&oid=108766391366097557674

*
O PACTO ENTRE LULA E FHC EM PRINCETON - FORO DE SÃO PAULO EM AÇÃO
http://conspiratio3.blogspot.com.br/2014/11/o-pacto-entre-lula-e-fhc-em-princeton.html

 *
José Dirceu: “Quem rompeu o pacto (de Princeton?) que assuma as consequências”
http://radiovox.org/2017/05/20/jose-dirceu-quem-rompeu-o-pacto-de-princeton-que-assuma-as-consequencias/

*
BLOQUEANDO O NOVO EIXO DO MAL - CONSTANTINE MENGES TINHA RAZÃO
http://conspiratio3.blogspot.com.br/2014/03/bloqueando-o-novo-eixo-do-mal.html
*
OLAVO DE CARVALHO
Começo por chamar a atenção dos leitores para a seguinte nota publicada na coluna de Mônica Bérgamo (http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrad/fq0410200609.htm )
“De um dos parlamentares mais bem votados do PT em jantar com empresários, anteontem: ‘Vamos ser claros. Existia um acordo entre nós [PT] e o PSDB: o próximo governo era nosso, do Lula. O de 2010 seria do José Serra ou do Aécio Neves, sem problemas. Com a vitória do Alckmin, esse acordo será rompido. E o Alckmin vai ter derrotado o Serra, o Aécio, o Fernando Henrique Cardoso, o Lula, todo mundo.’ A platéia ouvia, algo perplexa. O parlamentar continuou: ‘O Alckmin, se eleito, não vai governar. O PT não vai dar trégua no Congresso. A CUT, o MST, os movimentos sociais, não vão dar trégua nas ruas.’ A perplexidade só aumentou. No mesmo jantar foi dito que o PT está preparado para uma má notícia nas próximas pesquisas: a de que Alckmin tenha empatado ou até superado o presidente Lula nas intenções de votos. ‘Mas o PT vai para as ruas’, disse o parlamentar.”
Se a informação é veraz (e confesso que sinto dificuldade em contestá-la), ela significa que:
1) Os dois partidos fingem enfrentar-se em público, quando em segredo já dividiram o bolo do poder. Isso seria a maior fraude eleitoral de todos os tempos.
2) O acordo criminoso tem autoridade superior à decisão do eleitorado, que pode ser revogada à força caso venha a se desviar do que ele determina. Isso seria mais que uma ameaça de golpe. Seria a confissão de que o golpe já está armado.
A informação pode parecer chocante demais para ser verdadeira, mas, no país do Mensalão, do dinheiro na cueca, dos 50 mil homicídios por ano, das testemunhas judiciais assassinadas em série e dos narcotraficantes recebidos como hóspedes oficiais de um governador de Estado, a diferença entre o chocante e o banal se tornou um detalhe filológico sem maior interesse.
A notícia, aliás, tem antecedentes, e bastante numerosos.
MAIS EM:
http://www.olavodecarvalho.org/semana/061009dc.html