CENSURA, DITADURA, POLITICAMENTE CORRETO

Seguidores

terça-feira, 22 de abril de 2014

PSICOPATAS NO PODER - PONEROLOGIA - LIVRO


O MAL NA POLÍTICA

Texto de Olavo de Carvalho para o livro de Andrew Lobaczewski

Sessenta e tantos anos atrás, alguns estudantes de medicina na Polônia, na Hungria e na Checoslováquia começaram a notar que havia algo de muito estranho no ar. Eles haviam lutado na resistência antinazista junto com seus colegas, e isto havia consolidado laços de amizade e solidariedade que, esperavam, durariam para sempre. Aos poucos, após a instauração do regime comunista, novos professores e funcionários, enviados pelos governantes, estavam alterando profundamente o ambiente moral nas universidades daqueles países. Um jovem psiquiatra escreveu:

(…) sentíamos que algo estranho tinha invadido nossas mentes e algo valioso estava se esvaindo de forma irreparável.

O mundo da realidade psicológica e dos valores morais parecia suspenso em um nevoeiro gelado. Nosso sentimento humano e nossa solidariedade estudantil perderam seus significados, como também aconteceu com o patriotismo e nossos velhos critérios estabelecidos. Então, nos perguntamos uns aos outros, “isso está acontecendo com você também?”.

Impossibilitados de reagir, eles começaram a trocar idéias, perguntando como poderiam se defender da devastação psicológica geral. Aos poucos essas conversações evoluíram para o plano de um estudo psiquiátrico da elite dirigente comunista e da sua influência psíquica sobre a população.

O estudo prosseguiu em segredo, durante décadas, sem poder jamais ser publicado. Aos poucos os membros da equipe foram envelhecendo e morrendo (nem sempre de causas naturais), até que o último deles, o psiquiatra polonês Andrej (Andrew) Lobaczewski (1921- 2007), reuniu as notas de seus colegas e compôs o livro que veio a sair pela primeira vez no Canadá, em 2006, e que agora a Vide Editorial, de Campinas, está a publicar em tradução brasileira de Adelice Godoy: “Ponerologia: Psicopatas no Poder”, do qual extraí o parágrafo acima.

“Poneros”, em grego, significa “o mal”. O mal, porque o traço dominante no caráter dos novos dirigentes, que davam o modelo de conduta para o resto da sociedade, era inequivocamente a psicopatia. O psicopata não é um psicótico, um doente mental. Só lhe falta uma coisa: os sentimentos morais, especialmente a compaixão e a culpa. Não que ele desconheça esses sentimentos. Conhece-os perfeitamente, mas os vivencia de maneira puramente intelectual, como informações a ser usadas, sem participação pessoal e íntima. Quanto maior a sua frieza moral, maior a sua habilidade de manipular as emoções dos outros, usando-as para os seus próprios fins, que, nessas condições, só podem ser malignos e criminosos. Justamente porque não sentem compaixão nem culpa, os psicopatas sabem despertá-las nos outros como quem toca um piano e produz o acorde que lhe convém.

Não é preciso nenhum estudo especial para saber que, invariavelmente, o discurso comunista, pró-comunista ou esquerdista é cem por cento baseado na exploração da compaixão e da culpa. Isso é da experiência comum.

Mas o que o dr. Lobaczewski e seus colaboradores descobriram foi muito além desse ponto.

Eles descobriram, em primeiro lugar, que só uma classe de psicopatas tem a agressividade mental suficiente para se impor a toda uma sociedade por esses meios. Segundo: descobriram que, quando os psicopatas dominam, a insensitividade moral se espalha por toda a sociedade, roendo o tecido das relações humanas e fazendo da vida um inferno. Terceiro: descobriram que isso acontece não porque a psicopatia seja contagiosa, mas porque aquelas mentes menos ativas que, meio às tontas, vão se adaptando às novas regras e valores, se tornam presas de uma sintomatologia claramente histérica, ou histeriforme. O histérico não diz o que sente, mas passa a sentir aquilo que disse – e, na medida em que aquilo que disse é a cópia de fórmulas prontas espalhadas na atmosfera como gases onipresentes, qualquer empenho de chamá-lo de volta às suas percepções reais abala de tal modo a sua segurança psicológica emprestada, que acaba sendo recebido como uma ameaça, uma agressão, um insulto.

É assim que um grupo relativamente pequeno de líderes psicopáticos destrói a alma de uma nação.

OLAVO DE CARVALHO
http://www.olavodecarvalho.org/semana/140330dc.html
*

OS PSICOPATAS NO PODER
http://www.midiasemmascara.org/artigos/movimento-revolucionario/15254-os-psicopatas-no-poder.html

Ficha Técnica: Número de Páginas: 300 Editora: Vide Editorial
http://videeditorial.com.br/VIDE-Editorial/Ponerologia-Psicopatas-no-Poder/flypage.tpl.html  
http://biblioteca-reacionaria.blogspot.com.br/2014/04/ponerologia-psicopatas-no-poder.html  

PONEROLOGIA: PSICOPATAS NO PODER
http://anatollipovistliet.blogspot.com.br/2014/05/ponerologia-psicopatas-no-poder.html

PONEROLOGIA: PSICOPATAS NO PODER:

"Apesar de suas deficiências de conhecimento psicológico e moral, eles desenvolvem um conhecimento próprio que algumas vezes falta ás pessoas com uma visão de mundo natural. Eles aprendem a reconhecer um ao outro em uma multidão, mesmo quando crianças, e desenvolvem uma ciência da existência de outros indivíduos parecidos com eles."

" Eles então nos observam, tirando conclusões, formando seu mundo diferente de conceitos. Eles se tornam especialistas em nossas fraquezas e ás vezes executam experimentos cruéis. O sofrimento e a injustiça que eles causam não os inflige nenhuma culpa interior (...)

"Uma pessoa normal pode aprender a falar na linguagem conceitual do psicopata, e até mesmo se tornar de certa forma, proficiente, mas o psicopata não está apto a incorporar a visão de mundo de uma pessoas normal, embora tente fazê-lo, com freqüência, durante toda sua vida. O produto desses esforços é somente um papel e uma máscara atrás dos quais ele esconde sua realidade dissidente. "

***

PSICOPATAS NO PODER - CONHEÇA SEU INIMIGO
http://conspiratio3.blogspot.com.br/2014/06/psicopatas-no-poder-ponerologia.html

* A psiquiatra Ana Beatriz Barbosa afirma que a impunidade é o sinal verde para os psicopatas.
https://www.youtube.com/user/anabeatrizbsilva/search?query=PSICOPATAS  

* Violência e sociedade, com Ana Beatriz Barbosa Silva. Psicopatia e outras
http://youtu.be/-GtnVlLQNVo

A MENTIRA COMO MÉTODO - Ferreira Gullar
http://conspiratio3.blogspot.com.br/2014/09/a-mentira-como-metodo-ferreira-gullar.html  

OU SE TEM MERITOCRACIA, OU SE TEM APARELHAMENTO COMUNISTA
http://conspiratio3.blogspot.com.br/2016/01/ou-se-tem-meritocracia-ou-se-tem.html
.

Ler o livro "Ponerologia: Psicopatas no Poder" ajuda na compreensão dessa mentalidade desumana que está sempre à caça das máximas posições de poder. A ideologia, usada por psicopatas para manobrar a massa de pessoas normais, é tingida dos valores dessa sociedade que vão tomar e parasitar.

A ideologia funciona como um vírus que muda o interior do hospedeiro que passa a trabalhar para eles, psicopatas. Mas nem todos são suscetíveis a ela, inicialmente são as mentes jovens, desinformadas, e as desiquilibradas;posteriormente, depois que ela ganha força, outros podem aderir pelo medo.

Psicopatas parecem ETs, não entendem nossa linguagem, pois são incapazes de ter determinados sentimentos, emoções e conceitos, e por isso fingem desde tenra idade e se tornam mestres no disfarce. Tudo  isso pode ser detectado por exames em aparelhos que escaneiam a atividade cerebral e também pela análise da linguagem que revela distorções no sentido das palavras. Há um canal aqui no youtube que fala um pouco sobre eles:
https://www.youtube.com/user/anabeatrizbsilva/search?query=PSICOPATAS


*
RUSSIA E OS PSICOPATAS NO PODER
O PROBLEMA DE 1939 
http://www.midiasemmascara.org/artigos/globalismo/15485-o-problema-de-1939.html
http://jrnyquist.com

Tradução: Leonildo Trombela Junior
(...)
As pessoas que governam a Rússia têm uma psicologia criminosa. Não são pessoas “normais” e nós jamais devemos considerá-las tais. O governo russo não possui freios e contrapesos. Não há verdadeira separação de poderes, não há a força das leis. E essa é a circunstância a qual o poder corrompe e corrompe absolutamente. Essa é a circunstância que tem de mudar na Rússia se o resto do mundo quiser ter paz. E essa é a circunstância que, uma vez mudada, teria como maior beneficiado o povo russo.

Mas como conquistaremos essa mudança? Sob estas circunstâncias, a mudança pode vir apenas por meio de uma amostra de benevolência salvaguardada por uma política justa porém firme. O povo russo não é nosso inimigo, mas sim nosso potencial aliado. Eles querem a mesma coisa que queremos, ou seja, paz. Assim, se o gás natural é usado por Moscou como arma para intimidar a Europa, a coisa a se fazer é estender uma mão amiga para encorajar a solidariedade da OTAN, porquanto a estratégia mais visível da Rússia consiste em dividir a Europa da América por meio da pressão econômica.

O regime criminoso em Moscou também irá, no fim, ameaçar o bem estar americano, pois a KGB acredita que o conforto é o nosso ponto fraco. Faz sentido, portanto, atacar-nos economicamente. Como todos sabem, o dólar é vulnerável e nossa economia está estagnando. Um ciberataque contra os grandes bancos, ou um ataque terrorista, poderia ferir seriamente a economia americana. O que faríamos então para recuperar nossa prosperidade? Cortar nossos laços com a Europa? Nos fecharmos em uma redoma? O pesquisador polonês Andrew Lobaczewski observou que “Em geral [...] particularmente em sociedades hedonistas, as pessoas possuem uma tendência a buscar refúgio na ignorância ou em doutrinas ingênuas. Algumas pessoas até sentem um certo desprezo pelas pessoas que sofrem.” 

A América não deve ter desprezo pelas pessoas que sofrem. Logo em breve estaremos entre os sofredores. É assim que nos salvamos e é assim que as nações se salvam.

*
POR QUE O NAZISMO ERA SOCIALISTA E POR QUE O SOCIALISMO É TOTALITÁRIO
"A inescapável conclusão a ser traçada é a de que o terror experimentado nos países socialistas não foi simplesmente culpa de homens maus, como Stalin, mas sim algo que brota da natureza do sistema socialista. Stalin vem à frente porque sua incomum perspicácia e disposição ao uso do terror foram as características específicas mais necessárias para um líder socialista se manter no poder. Ele ascendeu ao topo por meio de um processo de seleção natural socialista: a seleção do pior."
http://conspiratio3.blogspot.com.br/2016/01/nazismo-e-comunismo-sao-coletivistas.html

*
OU SE TEM MERITOCRACIA, OU SE TEM APARELHAMENTO COMUNISTA
http://conspiratio3.blogspot.com.br/2016/01/ou-se-tem-meritocracia-ou-se-tem.html


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário